Sábado, 16 de Janeiro de 2021
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Homenagens ao ícone de imprensa araguarina Darli Amaral

qua, 6 de janeiro de 2021 08:10

homenagens darli                 ao ícone da imprensa araguarina Darli Amaral

 

*Vanda Monteiro Amaral

“O companheiro de uma vida… Alguém que as palavras não conseguem descrever. Sua partida inesperada nos deixou sem direção. Como imaginar a vida sem a sua presença física entre nós? Ele que sempre foi o esteio da nossa família. Ao todo foram 54 anos de convivência: seis de namoro e 48 de casamento. Só me resta agradecer por todo o legado que você deixou. Para mim, os filhos maravilhosos Luciana, Gustavo e Lucas que nos deram os sonhados e amados netos: Isadora, Manuela, Arthur, Amanda e Miguel.

Ao longo de todos esses anos, vivemos e partilhamos muito. Obrigado por tudo e por tanto. Obrigado por se fazer sempre presente e por todo amor dedicado a nós. Amor que continuará nos sustentando a partir de agora, quando escrevemos nosso último capítulo. Buscaremos nas nossas lembranças a sua alegria e a sua força para seguir. E ele seguirá conosco, sempre, em nossos corações”.

*Esposa

***********************

 

*Gustavo Monteiro Amaral

Araguari perdeu um grande homem, um grande empreendedor, e eu perdi a pessoa que tive a felicidade de poder chamá-lo de pai, além de meu sócio, meu colega de trabalho e grande amigo.

O seu legado é imenso, foram muitos os ensinamentos que me passou e pelos quais lhe serei eternamente grato. Foi sempre um grande incentivador da minha carreira profissional, sendo que certamente escolhi minha profissão por seguir os seus passos e incentivos. São mais de vinte anos trabalhando juntos, o que foi de extrema importância para minha formação pessoal e profissional.

Tenho muito orgulho da pessoa que senhor foi e mais ainda de ser seu filho.

A minha vida daqui em diante será mais triste por não poder contar com a sua presença, nem com os seus sábios conselhos.

Mesmo com a tristeza que atravesso, só tenho a agradecer a Deus pelo pai que me deu e por ter permitido conviver com ele por quarenta e dois anos, o que foi essencial para eu me tornar o que sou hoje. Vai em paz PAI.

*Filho

 

********************

 

* Luciana Monteiro Amaral

Sempre me considerei uma pessoa privilegiada e abençoada. E não podia ser diferente, pois tive a honra de ter como PAI o melhor de todos. Pai amigo, consolador, entusiasta, parceiro, conselheiro e confidente. É sabido por todos o homem bondoso, sábio, empreendedor, visionário e caridoso que ele foi, fazendo diferença na vida de muitos que estiveram ao seu redor, mas o seu papel como pai foi o que exerceu com maior brilhantismo. Quantas noites ficou acordado ao meu lado, conversando e me consolando, quando estava triste ou com problemas. Não me esqueço do dia em que dormi nervosa porque ia prestar vestibular no dia seguinte e, quando acordei, deparei com uma linda carta de motivação e apoio no espelho do banheiro. Sempre me falava que não tinha dúvida que eu ia conseguir tudo o que eu queria e realizar todos os meus sonhos, só não sabia quando isso aconteceria. Suas palavras e seu incondicional apoio sempre foram o meu combustível para seguir em frente. O senhor sempre esteve ao meu lado em todos os momentos da minha vida, dando-me colo quando precisei e vibrando com os meus sucessos. Tentarei seguir seu exemplo, pra ser para minhas filhas pelo menos um pouco do que foi pra mim. Nosso elo de amor sempre foi tão forte que transcende a presença física, tanto que, mesmo antes de eu nascer, escreveu uma carta para seu pai, em meu nome, avisando sobre minha chegada. A sua presença constante tornou a minha caminhada mais leve, mais cheia de vida, mais feliz. E, em razão de ter sido tão importante e marcante na minha vida, a dor com a sua partida é latente e me sufoca. Parece que fiquei sem ar, sem chão, afinal perdi meu ídolo, meu porto-seguro. No entanto, no fundo, sei que só tenho a agradecer pela honra e benção de ter tido, por um bom tempo, um PAI tão maravilhoso e de ter dividido com o senhor tantos momentos felizes, que ficarão marcados eternamente na minha memória. Só espero que essa dor um dia se amenize e reste apenas gratidão e lembranças dos momentos perfeitos que estivemos lado a lado. Obrigada por ter feito de mim a mulher que sou e de ter tornado minha vida tão mais feliz. Continue brilhando e sendo luz, como sempre foi. Meu amor, admiração e gratidão serão eternos.

*Filha

********************

 

 

*Lucas Monteiro Amaral

A dor que sua ausência já está fazendo é imensurável. Me sinto sem a melhor parte de mim, pois era completamente dependente do seu amor. Todas minhas decisões eram pautadas nos seus preciosos conselhos. Toda minha coragem e ousadia eram precedidas do seu apoio e porto seguro. Meus melhores sorrisos eram por ver seus olhos brilharem orgulhosos de mim, por mais que eu achasse que ainda não merecia tal reconhecimento. Era tão fácil a vida com o meu super-herói ao lado. O caminho nunca mais será o mesmo. Mas seus ensinamentos, seu legado, seu caráter ilibado, sua vontade de viver, seus valorosos princípios, sua motivação em fazer o bem, em incentivar sonhos, seu coração indescritível, seu jeito único de ser, com certeza sempre me guiarão nessa árdua jornada sem você.

Agradeço a Deus a oportunidade de ter convivido intensamente com um dos melhores seres humanos que já passaram por esse plano e serei eternamente orgulhoso e honrado em ser seu filho.

*Filho

 

********************

 

*Sávia de Lima

“Reverenciar a memória de Darli Amaral é enaltecer um homem que conseguiu ser muito mais do que um excelente pai, um bom patrão, um servidor público íntegro, um advogado/empresário bem-sucedido, um grande amigo… A grandeza da sua alma era tanta que ele jamais poderia caber em único papel. Na verdade, ele não era grande. Era gigante! Homenageá-lo, revivendo a sua história, é uma forma de agradecer a sua incrível passagem por este mundo. Defensor dos sonhos de tanta gente, ele é a referência que jamais será esquecida e um exemplo de ser humano que nos enche de orgulho. Aliás, tantas manifestações de tantas pessoas em tantos lugares só demonstram o quanto fomos privilegiados por desfrutar da sua companhia. Quanta honra tê-lo em nossas vidas!”.

*Ex colaboradora, advogada e assessora parlamentar do deputado federal Zé Vitor

********************

*Márcio Marques

No último dia do ano de 2020, logo pela manhã , recebi uma das piores notícias de minha vida. Partia para os braços do Pai o querido e amado ‘Chefe’ – Dr. Darli Amaral. Hoje, tento entender o tamanho dessa perda. Perdi o Chefe, perdi o amigo, perdi o companheiro de imprensa, enfim perdi um Pai. Um homem generoso, alegre, empreendedor, sonhador e principalmente companheiro. Faltam adjetivos para expressar o quanto Darli Amaral foi importante em minha vida. Foi dele a primeira oportunidade que recebi na imprensa araguarina em 1994 e também foi dele a maior oportunidade que tive em minha vida, ser redator-chefe do maior jornal do Triângulo Mineiro – Gazeta do Triângulo.

Hoje sinto um imenso vazio em não poder encontrar com o ‘Chefe’ e vê-lo andando de meias pelo jornal e sempre dando seus conselhos, repassando suas experiências. Araguari perde um dos homens mais importantes de sua história, um homem íntegro e, principalmente, visionário.

Que Deus conforte os corações da Dona Vanda, Lucas, Gustavo e Luciana, e também console os corações das dezenas de profissionais que passaram pela redação mais alegre e competente de Minas Gerais. A Gazeta do Triângulo sempre será nossa casa, nossa família, nosso porto seguro.

Descanse em paz amado chefe Chefe/Pai e com certeza o céu está muito mais feliz e também muito mais informado.

* Jornalista

 

********************

*Letícia Castilho

“Um dos maiores ícones da comunicação e ser humano com sensibilidade diferenciada que escreveu suas últimas linhas, nas últimas horas de 2020.

S. Darli encerra seu capítulo na Araguari Comunicações com maestria. Uma história exemplar, que dispensa auditoria ou edição. Uma história linda que permanecerá nos passos de quem ali caminhou e nos corações de quem ficou. “Sua obra foi concluída com louvor, mestre!”.

*Ex colaboradora, jornalista residente em Chieti (Itália)

**************************

 

 *Luiz Muílla

“O ano de 2021 terminou ainda mais triste do que poderíamos imaginar. Nossas orações estavam voltadas para que esse homem vitorioso chamado Darli Amaral voltasse ao nosso convívio, mas, sempre Soberano em suas decisões, Deus entendeu que havia chegado o momento da sua partida. Em mais de 20 de anos de convivência, podemos afirmar que Darli Amaral era muito mais do que patrão ou chefe, era um amigo, irmão e até mesmo paizão, em muitas situações. Um ser humano destemido, firme em seus propósitos e cumpridor de suas missões. A saudade é grande, porém, seu sorriso marcante ficará para sempre em nossas memórias. Nossa eterna gratidão, doutor Darli”.

 Repórter e Radialista

**************************

*Zé Vitor

“Dr. Darli foi um grande profissional e, acima de tudo, um grande amigo. Um homem de bons conselhos e que deu muitas oportunidades, sobretudo para jovens. Comigo foi assim. Sou grato pelo aprendizado, pela boa companhia e pelas portas que me abriu. Darli foi sempre muito ativo e visionário. Participou, escreveu e registrou a história de nossa cidade e região”.

*Ex colaborador, engenheiro agrônomo e deputado federal (PL/MG)

 

**************************

*Adriano Souza

 

“ Ainda com muita tristeza, venho deixar aqui o meu registro nesta edição inesperada e dolorida de despedida. Foram mais de vinte anos entre Jornal Diário e Gazeta do Triângulo. Graças a sua paixão pela comunicação, a qual ele chamava de “Minha Cachaça”, “Seu Darli” transformou e revelou grandes talentos da imprensa que hoje muitos estão espalhados pelo Brasil em importantes e conceituados veículos de comunicação e imprensa oficial. Além das revistas (Perfil e Evidência) ele levou por mais de cinco anos uma edição semanal da Gazeta do Triângulo exclusiva para Uberlândia, enquanto lá, era extinto seu principal jornal imprenso (CORREIO DE UBERLÂNDIA). Sempre que eu procurava ele para desabafar em momentos difíceis da minha vida, ele sempre com muita sabedoria, soube me acalmar e me orientar da melhor maneira. Gostaria de escrever um imenso texto falando do tamanho da minha gratidão, mas vou ser breve e deixar aqui, meu muito obrigado por tudo “Seu Darli”, por ter acreditado em mim em todos os momentos. Obrigado “Dona Vanda”, Lucas, Gustavo e Luciana, que Deus possa confortar o coração de vocês. Perdemos todos nós, ficamos sem chão”

 

*Chargista e colunista

**************************

 

*Raul Belém

 

O sr. Darli era, acima de tudo, um amigo. Uma pessoa com quem sempre tive total liberdade para falar sobre a minha vida e receber suas orientações e conselhos. Uma personalidade que respirava Araguari e estava sempre disposta a contribuir com o seu desenvolvimento. Era uma figura única, com seu jeito todo especial e diferente de tudo que é comum. Uma perda irreparável do pai, esposo, marido e de uma das personalidades mais ilustres da nossa cidade.

*Ex-prefeito e deputado estadual (PSC)

 

**************************

 

 

*Renato Carvalho

“Araguari está em luto. Dr. Darli Jeová do Amaral além de um brilhante e conceituado advogado, foi também o maior incentivador e empreendedor do meio de comunicação, que através das edições diárias da Gazeta do Triângulo  levou durante anos, informação precisa e com credibilidade aos lares araguarinos. A paixão pela comunicação fez Dr Darli expandir, criando o grupo Araguari Comunicação, composto pelo Jornal, Revistas e até o inesquecível TOP OF MIND, que, durante anos, premiou grandes empreendedores e personalidades do nosso município, valorizando a dedicação e a persistência dos mesmos em acreditar no crescimento da nossa cidade”.

Prefeito de Araguari

 

 

*****************************

*Renato Peters

“Tive dois encontros com o Dr. Darli. A primeira vez em seu escritório e na segunda na premiação promovida pelo Jornal. Nas duas ocasiões eu notei o brilho nos olhos e o sorriso quando o assunto era Araguari. Ele queria saber da minha história e eu estava feliz em conhecer o empresário que decidiu se dedicar a tocar o jornalismo na região. Minha paixão e profissão. Vi também, nessa primeira visita, que a redação tinha o mesmo brilho dos olhos do chefe. Ali ficou claro que não se tratava de um patrão, mas, sim, de um líder (coisa rara hoje em dia). Fica o respeito e uma certa frustação de não ter convivido mais com o Dr. Darli. Mas, uma coisa é certa: aquele brilho no olhar, aquele entusiasmo, multiplicados por quem sempre esteve ao seu lado, serão eternos”

*Jornalista e repórter da Rede Globo / Sport TV

 

*************************

*Enivaldo Silva

“Uma das características marcantes do patrão Darli Amaral era o respeito pelos colaboradores. Em sua sala, onde costumeiramente preparava, servia e tomava um tradicional e indispensável café cappuccino, calçando apenas meias social, colocava um dos pés sobre a mesa, dava orientações, aconselhava, ouvia e se fazia ouvir. E quando tinha que fazer valer sua vontade de patrão, era comum dizer com voz generosa: ‘Não me considere o chefe, mas o amigo que tem razão’.

E não tinha hora ou dia para servir a quem dele precisasse. Se fazia respeitar pela sua competência, seriedade, honestidade e expertise nos negócios que empreendia. Sua partida deixa, sem dúvida, muita saudade.”

*Ex colaborador, jornalista e proprietário do Jornal Correio Popular em Itaberai-GO (www.jornalcorreiopopular.com.br)

 

************************

* Lucas Thiago

“O senhor Darli é, sem dúvida, um dos grandes homens da comunicação de Araguari. Ele, que era um homem de caráter ilibado, se foi deixando muitas lembranças e saudade. As inúmeras homenagens no dia do seu passamento demonstraram a força e a independência que ele sempre deu aos seus profissionais para trabalhar. E isso é muito importante. Ser imprensa é ter liberdade e opinião. E ele nos ensinou muito bem isso.

Em nome do A1 Notícias me solidarizo com a família do Sr. Darli, à esposa dona Vanda, aos filhos e aos funcionários do Gazeta do Triângulo, e quero dizer que ele deixou, sem sombra de dúvida, um legado muito bonito na história da cidade de Araguari”

*Diretor do A1 Notícias

 

***********************

 

 

*Vanessa Klock

“A morte do entusiasta da comunicação araguarina, Darli Amaral, deixa uma lacuna na história da cidade. Com certeza, todos aqueles colegas que com ele trabalharam sabem declarar seu empenho e seu fascínio pelo jornalismo. Sua dedicação e sua forma de incentivar aos seus colaboradores foram e serão, sempre, marca registrada de Darli Amaral. Lamentável perda”.

*Editora e jornalista do Jornal Diário de Araguari

 

************************

 

 

*Jesus Correa

“Em nome da equipe da Web TV Araguari, consternada pelo passamento de tão ilustre personalidade araguarina, amigo e companheiro de imprensa, manifesto nossos sentimentos pela triste e irreparável perda, desejando força e fé para seus familiares. Temos certeza de que ele cumpriu e muito bem a sua missão, nos deixando grandes ensinamentos”.

*Diretor da Web TV

 

************************

*Maurício Matias

“Algumas pessoas marcam nossa vida profissional de uma maneira tão forte que é impossível as esquecermos. Darli Amaral (Dr. Darli – como o chamava) foi, durante 12 anos, um grande amigo, chefe de conduta ilibada, patrão cuidadoso que Deus levou, deixando-nos órfãos. Com ele aprendi valores profissionais e pessoais que com toda certeza permanecerão na minha forma de viver e agir. Uma perda irreparável…”

*Fundador e diretor administrativo do Jornal Correio Popular e proprietário da Revista Acontece em Itaberai (GO).

 

************************

* PJ Godoy

“Certa vez estava na redação e o seu Darli me ligou e pediu que eu fosse até a sala dele. Fiquei tenso quando ele me chamou, mas era só pra fazer uma pergunta simples, em tom de brincadeira, mais ou menos ‘que fim levou essa Élora, PJ?’. O texto falava sobre a atleta da esgrima Élora Pattaro e as dificuldades que ela e outros esportistas enfrentavam no Brasil fora do período das Olimpíadas. Dois meses depois eu sairia da Gazeta para outros desafios, mas ele sempre apoiou e sempre rendia risada e bom humor quando nos encontrávamos de novo. Manter um jornal impresso quase centenário é algo para se orgulhar e agradeço muito por ter feito parte disso. Se ainda existe o bom e velho jornal hoje em Araguari, sem dúvida alguma, é graças ao Seu Darli.”.

*Jornalista esportivo

 

 

* Leonardo Hamawaki

“O estágio no Gazeta foi o meu primeiro. Fiquei por 8 meses. Representou a minha primeira experiência, primeira oportunidade. Foi essencial para eu conseguir ter o diferencial que me faria entrar na TV Integração – afiliada da Rede Globo. E, consequentemente, ajudou a me moldar para eu estar onde estou. Se hoje realizo o sonho de trabalhar no esporte da Globo, ao lado das minhas referências, uma boa parcela foi daquela oportunidade no Gazeta”.

*Repórter de Esportes da TV Globo

 

* Fabryne Obalhe

“O Seu Darli foi tão especial na minha vida que num dos momentos mais importantes e marcantes da minha história, o meu casamento, fiz questão que ele estivesse presente.

Eu voltei e fiz o caminho que, por tantas vezes fiz, a trabalho para entregar, em mãos, o meu convite. Um gesto de reconhecimento por tudo que ele fez por mim. Um sinal de agradecimento, consideração, respeito e mais do que isso, carinho, por aquele que tem e sempre terá papel preponderante na construção de quem hoje eu sou. E ele foi! Ao lado da ‘sua Vanda’. Tenho vários momentos, estórias e histórias, guardadas comigo. Entre tantos momentos, está este. Certa vez ouvi a seguinte frase e carrego comigo pra vida: vá o mais longe que puder, mas nunca se esqueça de onde você veio e de quem te estendeu a mão no caminho! É bem isso para mim. Seu Darli é de quem eu me lembro e lembrarei sempre!” –

*Jornalista, assessora especial da Prefeitura de CatalãoRepórter da TV Anhanguera (filiada à Rede Globo)

 

* Gleidson Martins

“A melhor fase da minha vida foi no Gazeta. Lá conheci pessoas maravilhosas e sem dúvida, a experiência adquirida abriu meus olhos para o jornalismo investigativo. Darli Amaral foi meu diretor por anos em Minas e, durante esse tempo, aprendi muito. Falávamos de assuntos sérios, ríamos de bobagens e confidenciávamos assuntos que ficaram entre nós. Lembro do andar calmo, sem sapato, só de meias ou com as pernas sobre a mesa em seu escritório. Quando conversávamos de negócios ele logo soltava um “peralá”. ‘Seu Darli’, como eu o chamava, viveu a vida dele, feliz. Amava sua família e vai continuar amando, mas agora em um outro plano.”

*Jornalista fundador e diretor executivo do News UpNOW, residente nos São Francisco, nos Estados Unidos

 

* Diogo Machado

“O Dr. Darli foi o primeiro a acreditar efetivamente em pessoas assim como eu, que tinham vontade, que queriam aprender, mas, que se dependesse das oportunidades que o mercado de trabalho pudesse trazer, não conseguiriam. Ele era um ‘oportunizador de sonhos’ porque ele tornava isso uma realidade. Lembro-me que ele sempre dava a autonomia, mas, também a responsabilidade pelo conteúdo feito. Quando entrei no Correio de Uberlândia, percebi que o jeito de ser repórter está muito na responsabilidade que cada um tem para construir a notícia em cima das informações. Ele soube conduzir a Gazeta magistralmente e nos ajudou a ter visão de mundo. Posso dizer, como quem já vivenciou uma experiência, algo transformador que me incentivou a continuar construindo cada vez mais, com um único foco: melhorar a vida das pessoas e suas realidades. Se eu pudesse dizer uma última coisa ao Darli seria ‘obrigado’.”

 

*Jornalista e atual presidente da Fundação Araguarina de Educação e Cultura

 

 

*Talita Gonçalves

“Costumo dizer que a oportunidade que tive de trabalhar na Gazeta foi o grande ponto de virada da minha vida. A adolescência é uma fase onde podemos ficar muito expostos a más companhias e decisões irreversíveis. Aos 16, encontrei no convívio com meus colegas redação e nos desafios do dia-a-dia a força necessária para atravessar o período mais difícil da minha vida. Passei a ter um propósito e a me dedicar intensamente a ele. Nada disso seria possível se não fosse o ‘Seu Darli’. Ele acreditou em mim. Mesmo depois que comecei a trabalhar em Uberlândia, dava um jeito de aparecer nos feriados, para ver meus colegas, as ‘caras novas’ que continuavam a missão. A gente pode até sair da Gazeta, mas a Gazeta não sai da gente, nunca. E isso tudo é por causa dele. Obrigada, seu Darli.”

*Assessora parlamentar e especialista em comunicação digital

 

*******************************

*Pedro Fonseca

“Uma grande perda! Darli foi uma das primeiras pessoas a me dar uma oportunidade de mostrar meu trabalho. A ele, os meus mais sinceros e eternos agradecimentos. Guardaremos na memória as boas lembranças e a saudade”.

*Fotógrafo

***********************

Saulo Borges

“Além de ser uma das pessoas mais importantes para a imprensa araguarina, por manter viva a cultura do jornal impresso, o sr. Darli é uma das figuras mais importantes da minha vida. Foi ele quem abriu as portas em Araguari para mim, confiando a um jovem de 16 anos a responsabilidade de fazer uma coluna social. Graças a ele, fiquei conhecido profissionalmente, formei uma rede de contatos e, posteriormente, tive a chance de ser até editor da Revista Evidência. Experiência que me levou ainda mais longe, passando pela TV Integração e também pela Prefeitura de Araguari como secretário municipal. Eu devo muito a ele que é para mim um espelho, uma referência, um profissional polivalente, sempre bom no que faz e que ofereceu a mim coisa que dinheiro nenhum ´é capaz de comprar. Deixou um legado e muita saudade”.

*Ex colunista do Jornal Gazeta do Triângulo e Graduando em Direito

*********

Ana Maria Caieiro Campana

“Falar sobre o Dr. Darli é lembrar de um tempo feliz. Por mais de 10 anos tive o privilégio de trabalhar no Jornal Gazeta do Triângulo. Ele deixou sua marca registrada e, agora, nos resta a saudade e o agradecimento por tudo”.

*Ex revisora e colunista do Jornal Gazeta do Triângulo

 

 

*Rubiana Cristina

“Uma perda que Araguari sofre, um momento difícil, um vazio para todos nós… Sr. Darli fará falta para a cidade e deixa saudade para todos que conheceram esse grande ser humano”.

*Jornalista

 

*****************

*Carmen Aguiar

“Estou muito triste com a partida do querido amigo e sei a falta que fará no decorrer do dia a dia de Araguari, mas sei que a sua história não terá um ponto final, pois, será perpetuada pelos filhos amados, inclusive os de alma, esposa, netos e companheiros de trabalho. Misturo as minhas lágrimas às dessa família querida e sei que Darli Amaral estará para sempre em nossos corações”.

 

*Advogada

 

***********************

 

*Daltro Rodrigues Nogueira Filho

“A vida do justo está nas mãos de Deus” Sb 3,1

Justiça. Não a dos homens, que muitas vezes se confunde com vingança. Justiça. Ajustar-se, se fazer justo, adequar-se ao tempo. Adequar-se às necessidades, suas e dos outros. Dentre tantos adjetivos, o de homem justo é o que mais me vem à mente quando falo desse meu patrão, amigo, companheiro de trabalho. Um homem que, ao seu modo, sabia retirar o melhor dos que com ele conviviam. Correto nas palavras, simples ao julgar.

Alguém capaz de conduzir negócios e fazer amigos no mesmo espaço; coisa cada dia mais rara. Alegre, gentil e simples. Direto, sem rodeios. Um homem justo.

Parafraseando o Papa Francisco posso dizer: a justiça dos homens consiste em dar aquilo que é dele. A justiça de Deus é dar ao outro o que é seu.

Retribuição aos 10 anos de convívio. Amigos e funcionários da gráfica Pontual.

*Impressor na Gráfica Pontual

 

***********************

*Ana Régia Santos Chagas

“Recebi como muita tristeza a notícia do falecimento do Dr. Darli. Uma perda inestimável para a família, amigos e toda a sociedade de Araguari. Quero deixar os meus profundos sentimentos e o meu abraço à esposa Vanda, os filhos Gustavo, Lucas e Luciana, demais familiares. Que Jesus conforte os corações de todos neste momento tão difícil! Estou em oração! ”.

*Juíza de Direito, Diretora do Foro da Comarca de Araguari

 

***********************

 

*Felipe Oliveira Monteiro

“Homenagear o Sr. Darli com as limitações de espaço impostas pelo editorial é uma das missões mais difíceis que recebi na minha carreira. O pai do meu amigo de infância transformou-se em meu amigo quando passei a ter maturidade suficiente para compreender sua genialidade, despertando em mim um sentimento de admiração também pela pessoa e pelo profissional Darli Amaral, além do pai de família extremamente carinhoso e cuidadoso com os filhos e amigos dos filhos. Pessoa que me recebeu de braços abertos de volta em Araguari quando assumi o cargo que hoje ocupo e a quem tenho enorme gratidão pelo carinho de sempre. Meus sentimentos a toda família e um abraço especial ao meu amigo Lucas Amaral”.

*Delegado da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil

 

***********************

*Dyogo Antônio Silva

O Sr. Darli foi o principal incentivador do nosso grande sonho. Estávamos há mais de 3 meses em Goiânia e pela tamanha concorrência não havíamos tido ainda uma oportunidade. E coincidentemente naquele período minha família estava passando por dificuldades. Resolvemos voltar para trabalhar e interromper momentaneamente nosso sonho. Chegamos em Araguari, e nossa decisão de desistir foi interrompida pelo grande incentivador de sonhos, Sr. Darli. Ele fez uma compra para ajudar minha família, e não nos deu outra alternativa a não ser seguir a luta, nos orientando e dando força. Nesse retorno conseguimos fechar os primeiros barzinhos que cantamos. E dali tantas vitórias vieram, tantos sonhos realizados, inclusive fazer uma turnê na Europa com a sua companhia. Foi o nosso maior motivador em todos os momentos de nossa carreira. Obrigado por tudo, Sr. Darli. É uma perda irreparável!

*Cantor, integrante da dupla Dyogo & Deluca

 

***********************

*Aiane Cris

Jamais vamos compreender os desígnios da vida e jamais encontraremos a palavra certa para definir certas condições que nos deparamos. Perder alguém tão importante em nossas vidas não é fácil, ainda mais quando se trata de  um grande amigo, o melhor patrão, um verdadeiro pai para mim. Foi-se embora uma pessoa que viveu brincando, priorizou o sorriso, me fez sorrir, foi mestre, amigo e incentivador. Viveu em função de fortalecer a família, se dedicou literalmente a vida a família.  Foi-se embora a alegria do escritório, o contador de piadas, o que chegava todos os dias com uma brincadeirinha, que contava histórias e causos. Aprendi valores profissionais e pessoais, que irei manter eternamente na minha forma de ser e agir. Não tenho palavras para expressar a dor e a saudade que eu sinto. Gratidão por tudo que o senhor fez por mim, por tudo que o senhor me ensinou, por tudo que vivemos. Foram 13 anos de dedicação, de amizade , de companheirismo de gratidão. “Como que tá aí ? Do senhor faz tempo que não ouço nada, fala um pouco sua voz tá tão calada sei que agora deve estar impressionando os anjos com a sua risada.” Descanse em  paz, Dr Darli Amaral! Sempre me lembrarei do senhor com muito carinho e muito amor. Saudades eterna!

*Secretária Administrativa do Grupo Amaral

 

***********************

 

*Romildo Clímaco

Comecei a trabalhar para o grupo “Amaral e Amaral” em 2002. Desde então, construí uma relação entre patrão e funcionário, o que resultou em uma forte amizade. Conforme o tempo passava, nos aproximamos. Íamos juntos à fazenda nos fins de semana e nos divertíamos com os animais: marrecos, galinhas, gansos (em especial o seu preferido, o “xodó” do Darli: o Fofão).

Esta saudade carregarei pelo resto de minha vida. Vai ficar a saudade. Saudade de uma pessoa que se foi o saudoso Darli Jeová do Amaral.

*Funcionário do Grupo Amaral

 

***********************

*Leonardo Rodrigues da Silva Neto – Léo Mulata

“O senhor Darli foi uma pessoa muita importante para a cidade de Araguari, sempre comprometido com a verdade, divulgando as coisas boas do município e levando a informação de maneira séria. Um grande homem, que vai fazer muita falta”.

*Presidente da Câmara Municipal de Araguari

***********************

*Décio Kozievitch

“Eu tinha muita afinidade com o sr. Darli desde quando o conheci. Ele era uma pessoa muito espiritualizada e pela qual eu tinha muito apreço pelas inúmeras qualidades, capacidade de discernimento e clareza de ideias. Éramos amigos de longa data. É uma pessoa que fará muita falta no meu rol de amigos e, com certeza, de muita gente. Uma pessoa que nós estimávamos muito, de perfil íntegro e disciplinado, que, inclusive fez com que fosse indicado para ser homenageado pelo Exército Brasileiro através do Batalhão Mauá, durante o período que eu estive atuando na Seção de Comunicação”.

 

*Capitão do Exército Brasileiro e membro do PSDB

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: