Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Realizadas pela Faec, audiências do Plano Municipal de Cultura mobilizam classe artística local

sáb, 20 de setembro de 2014 01:41

DA REDAÇÃO – Começou no dia 11 deste mês a programação alusiva à elaboração do Plano Municipal de Cultura, formada por apresentações artísticas e audiências com diversos segmentos da cultura em Araguari.  Ao longo da semana, a Faec – Fundação Araguarina de Educação e Cultura se reuniu com agentes culturais das áreas de Dança (dia 13), Patrimônio Histórico e Cultural (dia 16) e Música (dia 18).

Com base nas propostas recolhidas até o momento, é possível perceber anseios comuns a todas as áreas. “Uma demanda que recebemos de todos é ampliação de espaços e equipamentos para abrigar a cultura, como teatros e salas,” declarou.

Segundo Carmen Alvim, presidente da Fundação, os envolvidos em cada setor tem participado efetivamente das audiências. “Quinta-feira o Conservatório de Música nos recebeu para conversarmos com professores e músicos. As instituições estão mobilizadas nesse sentido,” salientou.

A série de audiências se estende até outubro. Na semana que vem, serão ouvidos pessoas envolvidas nos segmentos de Teatro, Cultura Popular, Artes Visuais/Literatura, Consumidores da Cultura e LGBT. “Gostaria de reforçar em especial a participação dos consumidores da cultura, ou seja, a população em geral, que também pode dar sua opinião e participar desse importante processo,” pontuou.

Sobre o Plano Municipal de Cultura

O PMC é um instrumento de planejamento para os próximos 10 anos, que regula e norteia a execução da Política Municipal de Cultura, e um dos cinco elementos básicos exigidos pela lei que irá regulamentar o Sistema Nacional de Cultura. O plano é elaborado com base na participação dos agentes culturais, num processo de planejamento político e técnico integrado, aliando o Plano Municipal aos Planos Nacional e Estadual.

Após a elaboração do PMC, que deve acontecer em uma audiência pública marcada para o dia 8 de novembro, o documento precisa ser aprovado em assembléia, em seguida pela Câmara e sancionada pelo prefeito Raul Belém  (PP) para então virar lei. Depois disso, a lei é encaminhada ao Ministério da Cultura.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: