Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE ARAGUARI DIVULGA RESULTADO DO 50º CONCURSO NACIONAL DE CONTOS E POESIAS

sáb, 19 de outubro de 2019 05:17

Redação

Na tarde de ontem, 18, a Academia de Letras e Artes de Araguari – ALAA – divulgou o resultado final do 50º Concurso Nacional de Contos e Poesias Professor Abdala Mameri.

O lançamento desse tradicional e conceituado certame literário que, hoje, comemora sua 50ª edição ocorreu em 1969, fruto de iniciativa dos pioneiros da entidade que vislumbraram, desde então, num futuro não tão distante um voo mais alto envolvendo escritores de todo o território nacional, difundindo, propagando e incentivando, com naturalidade, a arte de escrever. E, foi assim que aconteceu, pois, nessas cinco décadas passadas o concurso atingiu escritores inimagináveis em todos os quadrantes do país, divulgando a cidade de Araguari pelos caminhos das letras. Graças à continuidade do legado deixado pelos pioneiros da Academia, o referido concurso não sofreu nenhuma interrupção, desde sua criação. Segundo o presidente da ALAA, o escritor Edmar César, não é fácil manter essa tradição, pois as dificuldades são muitas e os entraves burocráticos para angariar apoio por meio de projetos se torna mais difícil ainda, principalmente com o governo municipal atual que pelo segundo ano consecutivo não prestou nenhum apoio, mesmo a entidade estando totalmente documentada dentro das exigências legais da lei de fomento e colaboração. Ressalta ainda que, no ano anterior e atual, a entidade reuniu com todas as autoridades ligadas ao meio cultural, desde à Fundação Araguarina de Educação e Cultura ao chefe do Executivo, com interferência e anuência da Câmara Municipal, porém, todos os esforços foram em vão. Encerrando, o presidente, relatou que, se não fossem alguns abnegados parceiros e principalmente os próprios acadêmicos que, com suas mensalidades, contribuem com a entidade, esse concurso já teria sido extinto, pois falta muito interesse e vontade política do poder público para com iniciativas como essa.

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE ARAGUARI  DIVULGA RESULTADO DO  50º CONCURSO NACIONAL DE CONTOS E POESIAS

ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE ARAGUARI DIVULGA RESULTADO DO 50º CONCURSO NACIONAL DE CONTOS E POESIAS

 

Neste ano, os homenageados serão o comerciante araguarino Genésio Ferreira Neves e o cantor e compositor Nelson Gonçalves que estariam completando 100 anos de idade. A Academia concederá prêmios aos trabalhos classificados; 1º lugar de cada categoria, contos e poesias, o valor R$1.000,00 e para o 2º lugar, o valor de R$500,00.  Receberão, também, medalhas e certificados de Honra ao Mérito, seis classificados de cada categoria. A solenidade de entrega de premiação será realizada, dia 9 de novembro, às 20h00 na sede da Academia.

As comissões julgadoras de contos e poesias foram constituídas pelos seguintes acadêmicos: 1) Contos: Gessy Carísio de Paula, Elzine Borges Beregeno, Luiz Cláudio Pádua Netto, Idelízia da Cunha Cardoso e Janice Lélis Gondim Borges. 2) Poesias: Therezinha Rodrigues Reis, Jeanette Consuelo Scalia Passos, Amariles Alves do Nascimento, Neiton de Paiva Neves e Cleléia Maria Porto e Silva.

Resultado final na categoria Contos: 1º lugar – “O Fantasma da Agenor Paes”, de Antônio Pereira da Silva – Uberlândia-MG e 2º lugar: “A Derradeira Viagem”, de Regina Ruth Rincon Caires – Araçatuba-SP. Menções Honrosas: “Tomate”, de Nayra Aparecida Lopes Costa – Araguari-MG; “Na noite em que as luzes se apagaram”, de Sarah de Oliveira Passarella – Campinas-SP; “O Semáforo”, de Antônio Carlos Rodrigues – Araguari-MG; “A Sombra” de Humberto Del Maestro – Vitória-ES; “Não te direi quem sou” de Adalgisa Aparecida de Souza Ferreira – Goiânia-GO e “Linhas, Agulhas, Carretéis e a Velha Singer”, de Waldir Capuci – Jacareí-SP.

Resultado final na categoria Poesias: 1º lugar – “Liberdade Poética”, de Gilson Eustáquio Chagas – São José do Rio Preto-SP e 2º lugar: “Um Canto Qualquer”, de Angela Bawden de Paula Schmidt – Itajubá-MG. Menções Honrosas: “Pai”, de Walkira Vieira da Silva – Araguari-MG; “A Volta do Boêmio”, de Adalgisa Aparecida de Souza Ferreira – Goiânia-GO; “O Futuro da Vida”, de Neraldino de Oliveira Santos – Araguari-MG; “Espera” de Tatiana Alves Soares – Rio de Janeiro-RJ; “Amigos” de Augusto Sérgio Bastos – Rio de Janeiro-RJ e “Varanda”, de Ana Amélia Machado Nascimento – Itajubá-MG.

1 Comentário

  1. José Aranda Gabilan disse:

    Tomei conhecimento da outorga do primeiro lugar, gênero Conto, concedido ao escritor Dr. Antonio Pereira da Silva, com o seu “O Fantasma da Agenor Paes”.
    Eu diria que, de certa forma, o fato não representaria novidade para mim. Explico: acostumei-me ao deslumbre com os contos (considero aqui também as Poesias) desse notável literato.
    Vindo da Queluz do nosso Vale do Paraíba, passou por bom tempo pela minha cidade de São Paulo, quando travamos uma profícua amizade, unida por laços fraternais.
    Com o passar do tempo, e mercê de suas qualidades outras – que não são poucas, diga-se a bem da verdade – recebeu proposta para fixar-se em Uberlândia, onde até hoje reside. Isso não fez com que nossa amizade perdesse o calor de sempre e tampouco sua energia.
    Tenho a honra de receber, quase sempre por antecipação, suas inúmeras obras. Desnecessário dizer que releio suas obras sempre e quando a saudade bate forte em meu peito. Ele e Dalton Trevisan são autores de cabeceira, pois sou um “doente” em matéria de Conto. Foi ele quem me transmitiu, nos doces 20 anos de minha vida, o sabor pela literatura, jejuno que eu era.
    Vimo-nos uma única vez, desde sua longa e permanente estada em Uberlândia, unindo nossas famílias num dia muito feliz. Desde então, sereno a saudade do amigo folhando com acuidade algumas de suas obras.
    Não poderei, infelizmente, em face de um sem-número de compromissos pessoais e profissionais, estar na solenidade de entrega do justo laurel.
    Não poderia deixar de consignar meu depoimento sincero neste espaço, pedindo desde logo escusas pela possível e indevida intromissão.
    Parabenizo essa Academia de Letras e Artes de Araguari pelo Concurso e pelo quanto, certamente, tem feito pela Arte!

Deixe seu comentário: