Terça-feira, 28 de Novembro de 2023 Fazer o Login

Usuários do transporte coletivo avaliam serviço oferecido pela nova empresa

qui, 21 de novembro de 2013 02:22

Apesar de elogios à nova frota da Sertran, passageiros
estão em dúvida sobre uso do vale- transporte

Foto: Gazeta do Triângulo
O ritmo intenso do Mercado Municipal voltou a ser o que era
após a retomada do serviço

Foto: Gazeta do Triângulo

TALITA GONÇALVES – Depois de uma semana sem transporte público em Araguari, o serviço foi retomado na quinta-feira, 14. Os ônibus da empresa Sertran (Sertãozinho Transporte e Serviços Ltda.), vencedora do processo licitatório emergencial, estão circulando desde essa data.No Mercado Municipal, o clima ainda é de adaptação. Os motoristas não dominam bem o trajeto, faltam cobradores. Segundo um fiscal da Sertran, isso acontece porque a empresa espera contratar os funcionários da antiga prestadora, que ainda não foram dispensados.

Geraldo Pio Gonçalves mora em Contagem (distrito de Belo Horizonte) e veio à cidade para visitar a família. Para ele, os ônibus são bons. “Onde eu moro, eles estão mais velhos. Como lá a cidade é maior, de dez em dez minutos temos coletivo,” comentou.

De volta para o bairro Santiago, Valdirene Vieira pagou R$ 2,10 pela passagem, preço que avaliou como justo. No entanto, disse não ter visto uma grande mudança no transporte. “Continuam atrasados do mesmo jeito. Ouvi o pessoal comentando que o vale-transporte está gerando dúvida. Os bancos são confortáveis, mas a pontualidade é o mais importante,” afirmou.

A falta de cobradores e o atraso também foram pontuados por Ângela Santos Miranda. Por outro lado, ela elogiou a qualidade no interior dos carros e a educação dos funcionários. “Esses são muito mais preparados para lidar com pessoas. Tem o problema do vale-transporte. Acredito que estão começando, temos que aguardar um pouco antes de cobrar,” refletiu.

Leila Gomes aguardava um ônibus para o bairro Alan Kardec, e sentia apenas um receio. “Acho que melhorou um pouco a condição, mas estamos apavorados sem saber se vamos conseguir usar o vale-transporte. Tenho muitos em casa e não sei se vou perdê-los e pagar por outros,” expôs.

Em contato com a assessoria da prefeitura, a reportagem recebeu a informação de que ainda não houve nenhuma decisão sobre a questão dos passes. A Sertran informou que irá aceitá-los somente até sexta-feira. No caso de empresas que adquiriam para seus funcionários, a possibilidade será a troca por vales da nova empresa ou o ressarcimento cobrado da antiga prestadora, mas isso ainda não foi confirmado.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: