Terça-feira, 30 de Janeiro de 2024 Fazer o Login

Coluna: Cantinho do Mário (13/05)

sáb, 13 de maio de 2023 08:10

CANTINHO DO MÁRIO

PROVOCAÇÕES

Como somos todos nós ainda espíritos imaturos, o orgulho sempre fala mais alto que a razão, somos dados a retaliar qualquer provocação. Entretanto, o Mestre Jesus nos recomendou perdoarmos, não uma vez, mas setenta e sete vezes cada provocação, o que implica em tomar a iniciativa de encerrar qualquer altercação. Quem guarda rancor é um solitário meio à multidão, é como tomar veneno e esperar que nosso inimigo morra. Quem carrega esse lixo, geralmente, é uma pessoa biliosa e infeliz. O ódio ou rancor, provocam derramamento de bílis e quando vemos nosso desafeto, recebemos uma efusão de adrenalina e ficamos agitados, nosso organismo é comprometido pela manutenção da cólera reprimida e então adoecemos. Tudo que é mal resolvido deixa sequelas e ficamos por entender porque isso acontece conosco. Não devemos levar adiante o entrevero, quem sabe o que um pequeno bate-boca pode causar, quantos crimes estúpidos acontecem todos os dias provocados por coisas de somenos importância, mas, que são levadas a extremos devido ao melindre. O que o bom senso não resolve a ignorância complica. Calar-se não é sinônimo de covardia, mas de siso, antigamente os homens duelavam por questão de “honra,” sempre o mais fraco ou despreparado sucumbia e havia quem chamasse essa estupidez de “Justiça divina”, mas, que não passava de um assassinato legalizado pelos costumes da época. Vigiar e orar nos predispõe a estar atentos, contra estes sentimentos que são herdeiros do instinto animal, como: o ódio, rancor e enfurecimento. A serenidade e o tempo são companheiros da verdade que tarda, mas, não falha. Não devemos constranger os outros, a verdade está sempre com quem age com sabedoria. Quantas guerras, quantas injustiças seriam evitadas com um pouco de humildade. Cerca de sessenta milhões de pessoas, entre soldados e civis perderam a vida na Segunda Guerra Mundial, em que isso beneficiou a humanidade? Não devemos perder tempo com discussões que não levam a nada: política, futebol ou o que for, ganha-se inimizades, antipatias e mais tarde sempre voltamos pelo mesmo caminho, encontrando os mesmos que ofendemos. Tem algumas pessoas que têm o hábito de se ficar desculpando por uma eternidade, isso enche a paciência do pretenso ofendido e acaba criando um clima pior, porque o assunto fica sempre em pauta quando deveria ser esquecido. Como dissemos, vigiar e orar deve ser uma constante em nossas vidas, abrir a porta a desatenção é conviver com a insegurança. Cuidado com sua vibração, não entres na sintonia dos que querem lhe irritar. Não devemos descer ao nível de nosso oponente, devemos guindá-lo até o nosso. Isso é ato de caridade para com o próximo e para conosco mesmos. A provocação é um presente de grego, só lhe fará mal se você a aceitar. “A sua vida só terá sentido quando você acender para o conhecimento de quem é você de verdade. Enquanto não chega o tempo da lucidez do fim das paixões, divirta-se no parque das suas prisões.” Filósofo Nilo Deyson Monteiro Peçanha.MÁRIO FERREIRA.:

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: