Sexta-feira, 01 de Dezembro de 2023 Fazer o Login

Araguari pode estar perto de receber câmeras de monitoramento

qua, 15 de janeiro de 2014 00:08
Câmeras podem reduzir o índice de criminalidade no município. Foto: Arquivo

Câmeras podem reduzir o índice de criminalidade no município. Foto: Arquivo

DA REDAÇÃO – Araguari pode estar perto de contar com até 16 câmeras de monitoramento. Depois de um impasse que perdurou por grande parte do ano anterior, a iniciativa deve ganhar novas proporções no município. Ao menos, essa é a perspectiva do Executivo.
Os equipamentos se remetem ao programa “Olho Vivo”, idealizado pela secretaria de Estado de Defesa Social em diversos municípios do cenário mineiro. Essa semana, o governo anunciou a ampliação de aproximadamente 300 aparelhos na capital, além de 92 na região metropolitana e outro montante para o interior.

Dessa maneira, além de Araguari, cidades como Contagem, Betim, Ribeirão das Neves, Divinópolis, Ituiutaba, Janaúba, Juiz de Fora, Uberaba, Paracatu, Passos, Patos de Minas, Pouso Alegre e Teófilo Otoni devem ser contempladas com o benefício. Em Uberlândia, o número de câmeras deve ser ampliado de 72 para 94 e, em Montes Claros, de 16 para 52.

De acordo com a Polícia Militar, nos locais onde foram instalados os equipamentos o índice de criminalidade sofreu uma queda de 30%, endossando a premissa de conter a violência nas ruas. Ainda assim, conforme apurou a reportagem, o registro de aparelhos danificados é considerável. Um exemplo está na capital mineira, onde das 160 em operação, quase 70 estariam sem condições de funcionamento. Em entrevista ao Jornal Gazeta do Triângulo, o secretário de Trânsito e Transportes (Settrans), Wanderley Barroso de Faria, elucidou a situação em Araguari.

“Encaminhamos para a CEMIG (Companhia Energética de Minas Gerais) a procuração assinada pelo prefeito Raul Belém (PP) para gerenciar o vídeo monitoramento na cidade. Estamos enviando toda a documentação exigida, visando à utilização do espaço para a rede de cabeamento. Estamos aguardando a resposta em Belo Horizonte para que em breve o contrato seja assinado e os responsáveis possam dar início à instalação das câmeras”, declarou.

O titular da pasta também apontou a participação dos demais órgãos públicos, como o 53º Batalhão de Polícia Militar, para o sucesso da iniciativa. Ainda segundo ele, a expectativa é que as imagens sejam captadas continuamente durante 24 horas.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: