Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Acidente com vítima fatal no viaduto deve ser informado ao Ministério Público Federal

qui, 17 de julho de 2014 00:16
Falta de iluminação e proteção no elevado é preocupante
e vereador pretende tomar medidas contra o DNIT
As obras dos viadutos foram entregues, mas não há iluminação . Foto: Gazeta do Triângulo

As obras dos viadutos foram entregues, mas não há iluminação .
Foto: Gazeta do Triângulo

ADRIANO SOUZA – A morte de Douglas dos Santos Amaral na noite de sexta-feira, 11, pode ter sido o estopim. O caso deve mesmo ser encaminhado para o Ministério Público Federal e ao próprio Dnit – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes como adiantou no dia seguinte ao acidente o vereador Lúcio Flávio Rodrigues da Cunha “Queijeirinha” (PROS).

Douglas Amaral perdeu o controle da direção do seu veículo Logus que acabou caindo do viaduto, atingindo uma altura de aproximadamente 15 metros, vindo a capotar em seguida. Com o impacto, foi arremessado para fora do automóvel. O vereador defende a tese de que o trecho onde o veículo caiu, não tem segurança como os chamados protetores laterais que poderiam segundo ele, ter impedido que o veículo saísse da pista.

“As obras dos viadutos foram entregues, mas não há iluminação o que acarreta um risco enorme de acidentes devido à falta de visibilidade durante a noite. É bom lembrar que antes desse acidente, outro veículo também caiu do viaduto, mas felizmente não fez nenhuma vítima. A cidade aguardava a iluminação dos viadutos que foram construídos com as obras de duplicação da BR-050, mas até agora nada, além da falta de instalação de barras nas laterais no viaduto como na entrada de Uberlândia que poderia ter evitado esse triste acidente. Estou providenciando juntamente com minha assessoria jurídica, um documento que possa responsabilizar quem de direito pela omissão”, declarou o vereador.

Lúcio Flávio Rodrigues foi ainda mais longe ao citar o fato de a rodovia estar prestes a cobrar pedágios. “Além de levar essa situação ao Ministério Público Federal, cobrando uma solução, é importante lembrar que a empresa que irá assumir esse trecho da rodovia deve ser responsável pela segurança nesses viadutos e para isso a mesma também será cobrada”, destacou

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: