Terça-feira, 23 de Abril de 2024 Fazer o Login

Uberlândia terá o maior aeroporto multimodal de cargas do Brasil

qui, 6 de março de 2014 00:02
O prefeito Gilmar Machado enalteceu o empreendimento como um marco na história do desenvolvimento de Uberlândia. Foto: Beto Oliveira/SECOM/PMU

O prefeito Gilmar Machado enalteceu o empreendimento como um marco na história do desenvolvimento de Uberlândia. Foto: Beto Oliveira/SECOM/PMU

DA REDAÇÃO – Uberlândia afirma, mais uma vez, seu sucesso em logística e negócios. O maior aeroporto regional de Minas Gerais será expandido, se tornando o primeiro aeroporto multimodal (aero-rodo-ferroviário) de cargas administrado pela Infraero no país. O anúncio foi feito na semana passada, no Centro Administrativo Municipal, pelo prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, e o superintendente local da Infraero, Sérgio Kennedy. Calcula-se que todas as obras de expansão custem aproximadamente R$ 520 milhões. Sérgio Kennedy aproveitou o evento para divulgar que o Instrument Landing System (ILS), equipamento que permite o pouso de aeronaves em situações meteorológicas adversas, já está funcionando.

O evento também foi marcado pela assinatura pelo prefeito Gilmar Machado do decreto de utilidade pública para a desapropriação de área (Área 2 do projeto) com 185.945,70 m2 e o decreto de intenção de uso como utilidade pública para reserva de outra área (Área 3) com 151.261,21m2 que, juntas, consentirão com a expansão do aeroporto. Os decretos vão viabilizar o início da execução da proposta para que o Aeroporto de Uberlândia seja o primeiro multimodal de cargas do país. A ampliação não exigirá nenhuma desapropriação de imóveis habitados em torno do local, visto que as áreas cedidas são necessárias o suficiente para regularização das pendências operacionais e atendimento das aeronaves cargueiras, principal objetivo da ampliação.

“Esse é um dia especial. Estamos muito felizes de a Infraero poder anunciar a expansão do aeroporto de Uberlândia. Certamente é um empreendimento que vai ficar na história do desenvolvimento da cidade. O aeroporto vai receber um dos maiores investimentos do Governo Federal. Agora mais empresas se interessarão em vir para uma cidade com uma estrutura como a que teremos aqui, unindo o transporte aéreo, ferroviário e rodoviário. Empresários podem continuar a investir em Uberlândia, pois estamos fazendo o nosso trabalho, garantindo a estrutura necessária para o desenvolvimento”, vibrou o prefeito Gilmar Machado.

Localização estratégica

O superintendente local da Infraero, Sérgio Kennedy, anunciou a liberação do ILS no aeroporto de Uberlândia. Foto: Beto Oliveira/SECOM/PMU

O superintendente local da Infraero, Sérgio Kennedy, anunciou a liberação do ILS no aeroporto de Uberlândia. Foto: Beto Oliveira/SECOM/PMU

O aeroporto está localizado em uma região estratégica, próxima a linha ferroviária da FEPASA – Ferrovia Paulista S/A e ainda a poucos metros do entroncamento das  BRs 050 e 365, bem como proximidade com outras rodovias federais, como a  BR-452 e a BR-153, o que facilita a proposta de transformar o sítio aeroportuário em multimodal. Tendo transporte multimodal, a expansão tornará o aeroporto apto a receber e enviar cargas internacionais, atendendo, em especial, o trecho Miami/Manaus/Uberlândia/São Paulo.

 O campo de aviação exerce em grande porção a movimentação de cargas aéreas, embora ainda não possua um terminal de logística de cargas, Em 2013, a movimentação no Aeroporto de Uberlândia foi de 1.858 milhão de toneladas, 13,07% maior que o ano anterior. Ainda em 2013, houve um crescimento de 4,97% na movimentação de aeronaves, enquanto o Brasil registrou um aumento de aproximadamente 2%.

Mais passageiros

O projeto abrange a ampliação do pátio de aeronaves com equipamentos, salas de embarque e desembarque, pista de pouso e decolagem, instalação do terminal de logística de cargas, área de estacionamento, dentre outros espaços. Tais intervenções permitirão que o aeroporto receba grandes aeronaves, como Boeing 767. O projeto também triplicará a capacidade de atendimento de passageiros, passando dos atuais 2,4 milhões anuais para 8,2 milhões.

A primeira etapa ampliação da pista já foi executada. No último mês, ela foi aumentada em 150 metros, passando a operar com 2.100 metros. Posteriormente, será ampliada em mais 400 metros. A expansão considera ainda a construção de uma rede hoteleira e salas de convenções, o que reforçará a vocação de Uberlândia para o Turismo de Negócios, além de um espaço de apoio aos caminhoneiros.

 O superintendente regional da Infraero, Sérgio Kennedy, disse que o cronograma de atividades já foi iniciado. “O início das obras depende de licenciamento ambiental. A Infraero já executou junto ao Governo do Estado, Supram, Superintendente de Meio Ambiente, a ordem de serviço solicitando o estudo do EIA-Rima, para avaliação e estudo do impacto ambiental para o início das obras”, afirmou. A conclusão das obras será em etapas. A reforma do atual terminal de passageiros está prevista para dezembro de 2015, que contempla a ampliação da área de embarque e desembarque, atendendo a demanda dos Jogos Olímpicos de 2016. A área de cargas e logística está prevista para 2019, e as demais áreas de passageiros para 2022.

Transporte Multimodal

O transporte multimodal é a articulação entre vários modos de transporte, de forma a tornar mais rápidas e eficazes as operações de transbordo. O transporte multimodal é aquele em que serão necessários mais de um tipo de veículo para conduzir a mercadoria até ao seu destino final, deste modo serão utilizados desde caminhões, navios, aviões ou outro tipo de condução necessário para a entrega

 ILS em operação

 Após oito anos do início das negociações para a instalação do instrumento que possibilita pousos e decolagens em situações meteorológicas adversas – ILS -, a Infraero, finalmente, obteve o aval definitivo para colocar o equipamento em funcionamento. A notícia foi recebida com alegria por empresários e representantes de entidades de classe presentes no evento na Prefeitura. Um deles foi o presidente do Conselho Executivo do Grupo Algar, Luiz Alberto Garcia, que esteve na primeira reunião para pleitear a instalação do ILS, na sede do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), no Rio de Janeiro, em 2005, juntamente com o então deputado federal Gilmar Machado, hoje prefeito de Uberlândia.

“Agradeço ao apoio dado pelo prefeito junto ao Ministro, a Casa Civil, a Anac e a Infraero para resolvermos o problema do ILS em Uberlândia em tempo recorde, em comparação a outras cidades. Vários empresários presentes também ajudaram no empenho e cobrança para que o equipamento fosse instalado e o empenho do prefeito, certamente, teve muita influência na liberação do equipamento”, concluiu o superintendente local da Infraero, Sérgio Kennedy.

1 Comentário

  1. pablo disse:

    QUE PENA QUE NOSSAS AUTORIDADES SEJAM FRACAS.(POLITICOS)

Deixe seu comentário: