Domingo, 21 de Abril de 2024 Fazer o Login

Situações de desperdício de água continuam em época de baixa nos reservatórios da região

qua, 26 de fevereiro de 2014 02:59
Mulher lava  a porta de casa com mangueira na avenida Minas Gerais. Foto: Gazeta do Triângulo

Mulher lava a porta de casa com mangueira na avenida Minas Gerais. Foto: Gazeta do Triângulo

DA REDAÇÃO – O risco de racionamento está presente em diversas partes do país, inclusive em Minas Gerais. Choveu um terço do volume costumeiro na região do Triângulo Mineiro entre o primeiro mês do ano, um dos fatores para a queda de nível dos reservatórios segundo estudos do Departamento de Água e Esgoto (Dmae), de Uberlândia.

Apesar das chuvas que caíram sobre o município nos últimos dias, dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) apontam que o nível da Hidrelétrica de Emborcação estava em 39.86% de sua capacidade máxima nesta segunda-feira, 24. É a responsável pelo abastecimento da região juntamente com os reservatórios de Miranda e Capim Branco I e II.

Mesmo durante a estiagem, situações de desperdício de água continuam. A reportagem da Gazeta do Triângulo flagrou uma mulher lavando a porta da rua com uma mangueira, na avenida Minas Gerais. O hábito é um dos grandes vilões do consumo irresponsável: 15 minutos equivalem a 249 litros de água.

Joana Carrijo Barbosa, de 66 anos, pensa diferente. Aposentada, preferiu adotar medidas para reduzir a conta de água e o desperdício antes  mesmo de sentir na pele os efeitos da seca. “Minhas netas gostam muito de brincar na piscina, mas agora só nos finais de semana e com água até a metade,” contou. Ela afirma que também passou a molhar as plantas com regador após assistir uma reportagem na televisão.

Confira abaixo uma comparação entre o consumo de água e medidas simples capazes de gerar economia:
infografico ae

1 Comentário

  1. luciene disse:

    Acho graça as autoridades e outros cobrarem apenas da população sobre o desperdício de água..
    Quantas vezes eu já presenciei canos vazando mil de litros nas ruas por minuto, chama a SAE p/ arrumar e eles demoram semana pra ir..e quando vão deixam uns buracos gigantes nas ruas da cidade, e quando a gente liga ou fala pra eles taparem os buracos eles se acham no direito de serem mal educados…
    A população não esta´certa de gastar água dessa maneira mesmo nãooo…Mas não adianta a população economizar e a SAE deixar escorrer milhões de litros de água pelas ruas da cidade…Quando verem algum vazamento na rua liguem pra SAE, e contem depois de quantos dias eles vão arrumar q verão q tenho razão….principalmente pra tapar os buracos q eles deixam..

Deixe seu comentário: