Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Situação dos cemitérios ainda carece de informações no Legislativo

qui, 24 de abril de 2014 00:45
Em audiência, vereadora cobrou informações por parte do governo municipal
O cemitério Bom Jesus é um dos locais que necessitam de uma maior segurança por parte da administração municipal. Foto: Arquivo

O cemitério Bom Jesus é um dos locais que necessitam de uma maior segurança por parte da administração municipal.
Foto: Arquivo

DA REDAÇÃO – A situação dos cemitérios em Araguari ganhou um novo capítulo essa semana. Isso porque, durante sessão na Câmara Municipal, a vereadora Eunice Maria Mendes (PMDB) solicitou mais informações por parte do Executivo quanto às melhorias prometidas para os espaços.

Palco de diversas denúncias recentes acerca de comércio ilegal de túmulos e outros delitos, os cemitérios fazem parte de um processo licitatório, que prevê o serviço completo por uma empresa em Araguari e nos distritos. Em entrevista ao Jornal Gazeta do Triângulo, a vereadora explicou a reivindicação.

“Fiz o requerimento solicitando que fosse informada à Câmara Municipal a empresa vencedora da licitação que se refere aos cemitérios. Precisamos conhecer aqueles que estão cuidando de nossos entes queridos, os funcionários e as atribuições de cada cargo. Também propomos a colocação de câmeras de vigilância, uma vez que é de conhecimento de muitos a prática de consumo e tráfico de drogas nos locais”, disse Eunice Mendes, que reforçou a sua preocupação.

“Sabemos que os túmulos são invadidos, depredados e até roubados. Existem pessoas que chegam a retirar os restos mortais. São atitudes configuradas como crime no Código Penal e não podemos deixar que isso permaneça. As pessoas precisam ter respeito pelos mortos, independente da origem, raça, credo ou religião”, completou.

A partir do requerimento, o prefeito Raul Belém (PP) tem até 15 dias úteis para se manifestar. Outro pedido apresentado pela vereadora foi a reforma do cemitério Bom Jesus, ampliando a altura dos muros e garantindo ainda mais a segurança.

A reportagem entrou em contato com o secretário de Obras, Odon de Queiroz Naves. Segundo ele, os procedimentos estão sendo acompanhados para que a licitação seja finalizada o mais breve possível.

“O processo está em andamento. As visitas técnicas foram realizadas no início do mês e no último dia 15 as propostas técnicas foram abertas. Estamos analisando as questões para avaliarmos os preços e avançarmos na licitação”, explicou.

Para Odon Naves, a expectativa é que a empresa responsável assuma o serviço em meados do próximo mês. Sobre os questionamentos na Câmara Municipal, ele esclareceu as adequações.

“Enquanto a licitação não é concluída, estamos fazendo toda a limpeza, faltando apenas alguns detalhes. O objetivo é entregar os espaços organizados para que a empresa possa dar continuidade a partir de meados de maio. Também estamos fazendo um estudo de custo para a instalação de câmeras de vigilância, o que seria mais adequado em virtude de o cemitério ser um local tombado, impedindo a realização de reforma ou aumento dos muros”, afirmou.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: