Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Radar – Proliferação

ter, 11 de março de 2014 00:00

Abertura Radar
charge 11032014
PROLIFERAÇÃO
Ao invés de diminuir, está aumentando o número de candidatos a deputado por Araguari este ano. Respeito o desejo dos interessados, pois vivemos em uma democracia, mas é preciso entender que estamos há mais de trinta anos sem um deputado eleito diretamente pelas urnas. Mesmo assim, parece que o diálogo ou um entendimento está muito longe ou quase impossível, pois não pensam na cidade. O correto seria lançar no máximo dois nomes para estadual e um para federal, entre os pretensos com reais condições de serem eleitos, mas…

INCHAÇO
Essa definição teria que ser tomada entre os pretensos candidatos ainda este mês, mas não existem  sinais, e segue a lista para estadual – Rafael Guedes (SDD), Giulliano Rodrigues – Tibá (PTC), Marlos Fernandes (PPS), Justino Carvalho Neto (PRB), Sebastião Vieira – Tiãozinho do Sindicato (PRP), Carlos Machado (PDT), Luiz Lopes – “Luiz Porcão” (PTN), Gildo Vieira (PHS) e Lourival “Anão” (PSOL). Para federal os nomes são: Marcos Alvim (PSC), José Vitor Aguiar (PSC), Cezar Batista de Oliveira  – Cezinha (SDD), Carlos Vieira – Carlos do MG (PT) e José Ricardo Resende (PPS). Se você também achou muito, tenho certeza que alguém entrará em contato com a coluna hoje para dizer que ficou de fora.

À VENDA?
É lamentável, mas na realidade, alguns desses pretensos candidatos teriam iniciado conversas com candidatos detentores de mandatos em outros municípios oferecendo apoio na cidade em troca de recursos para serem investidos na campanha, parcerias essas que serão reveladas pela coluna em momento oportuno. Essa é uma das principais razões de votações inesperadas de paraquedistas na cidade.

TRAGÉDIA ANÚNCIADA
Nas ruas, a opinião pública é uma só em relação ao excesso de candidatos: votar em candidatos de outras cidades ou votar em branco, em protesto à falta de habilidade política local. Pelo andar da carruagem, serão mais quatro anos sem representação.

RAIO – X
radarSe os candidatos de Araguari não se decidem, eu por aqui faço a minha parte e conforme prometido, revivo o RAIO – X, dos candidatos de outras cidades que foram votados aqui e alguns deles, nem precisaram visitar a cidade. Assim como em 2013, abro a sessão com o deputado estadual Elismar Prado (PT) da cidade de Uberlândia que recebeu a confiança de 680 araguarinos nas urnas que agora podem avaliar se houve um retorno positivo para a cidade, e se não, é a hora de rever seus conceitos o que na versão popular, é pensar se você está fazendo o certo não para a cidade e sim para si mesmo. De qualquer forma, o espaço está aberto para o deputado apresentar seu trabalho por Araguari desde 2010.

EM PAUTA
O SINTESPA (Sindicato dos Trabalhadores e Empregados em Serviços Públicos Municipais de Araguari), está convocando os servidores da Educação para uma importante reunião na sede do Sintespa. A informação foi dada à coluna através do presidente do sindicato, Sebastião Joaquim Vieira, “Tiãozinho”. O encontro está marcado para amanhã, dia 12, às 18 horas. Na pauta, o novo Piso Nacional da Educação, determinado pelo Ministério da Educação para o ano de 2014 (R$ 1.697,00).

“UM PAÍS DE TOLOS”
Quem assistiu a reportagem apresentada pelo Fantástico neste domingo, mostrando a situação de escolas públicas, fique sabendo que as benesses oferecidas pelo plano de saúde do Senado, pago exclusivamente com dinheiro do contribuinte, são estendidas até mesmo a senadores que foram cassados por suspeita de envolvimento em corrupção. Documentos obtidos pelo Estado mostram que nas tabelas de reembolso constam três notas fiscais apresentadas em nome do ex-senador Demóstenes Torres que somadas chegam a R$ 5.362,80. Na planilha a data referente aos recibos é de 20 de dezembro de 2012, cerca de seis meses após o parlamentar ter perdido o mandato no plenário da Casa por quebra de decoro. Outro caso de político que deixou o cargo sob suspeita de desvios é o do ex-senador Expedito Júnior (PSDB-RO). O tucano teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral sob acusação de compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições de 2006. Em junho de 2009 a decisão foi confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e em outubro do mesmo ano pelo STF.

DEBAIXO DOS CARACÓIS…
Mais uma novidade sobre os R$ 25 milhões supostamente pagos a título de cachê ao cantor Roberto Carlos em um comercial de uma marca de carne. Roberto, segundo informações, cobraria em torno de R$ 5 milhões para cada 10 segundos.
==========================

“Sempre queremos mais, portanto, o intuito é diminuir o número de homicídios, roubos, furtos e tráfico de drogas”.
Do coronel Sandro Heleno Leite, comandante do 53º Batalhão de Polícia Militar, em sua apresentação à imprensa.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: