Segunda-feira, 04 de Dezembro de 2023 Fazer o Login

Profissionais da Caravana Antidrogas recebem capacitação

qui, 13 de fevereiro de 2014 15:44

Caravana AntidrogasDA REDAÇÃO – A Caravana Antidrogas recebe a partir deste mês o reforço de novos integrantes na equipe. Os oficineiros, também chamados de “agentes de prevenção”, que foram credenciados em 2013 e tiveram análise curricular serão capacitados nos dias 15 e 22. O curso será na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), das 8h às 17h, com duração de 16 horas. A Caravana é um dos principais projetos da Secretaria Municipal Antidrogas e de Defesa Social e desenvolve várias ações envolvendo o público jovem.

Dentre os 35 participantes, muitos fazem parte da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho e atuam no projeto Rede Crescer, que tem objetivos similares. Um grupo de servidores de Indianópolis também participa da capacitação. Após o curso, os oficineiros credenciados ingressarão no quadro da Secretaria Municipal Antidrogas e de Defesa Social e serão chamados gradativamente, conforme a necessidade dos trabalhos. Os oficineiros são responsáveis por levar às crianças e jovens sua arte aliada à reflexão, transformando-a numa forma de prevenir. Logo, através de atividades lúdicas, corporais e brincadeiras que o objetivo da sensibilização é alcançado.

De acordo com Regina Helena Borges, pedagoga e diretora, e Maria da Conceição Bianchini, técnica de assistência social, ambas da Secretaria Antidrogas e de Defesa Social e membros do GTI – Grupo de Trabalho Institucional, após a capacitação dos oficineiros, as escolas da região norte de Uberlândia serão atendidas pelo Papo Legal, programa que faz parte da Caravana Antidrogas. O agendamento das escolas começa a partir da semana que vem. O público alvo são crianças de 5º a 9º anos do ensino fundamental, ou salas que a direção da escola achar conveniente. Na maioria das vezes, é no período entre 9 a 14 anos que os alunos começam a entrar em contato com substâncias que podem levá-las à dependência química.

O programa Papo Legal se baseia em palestra com linguagem informal e  atividades como dança de rua, capoeira, grafite, gincana. Além disso, é feita uma sensibilização com os pais e outra com todos que trabalham na escola, como merendeiros, porteiros, professores e diretores.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: