Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Valorização do patrimônio histórico e cultural do município de Araguari

qua, 24 de setembro de 2014 02:10
Projeto “Educar” proporciona aulas diferenciadas
aos alunos da Escola Estadual Rainha da Paz

DA REDAÇÃO – O Projeto “Educar” é desenvolvido pelo departamento do Patrimônio Histórico e Cultural, através da historiadora Maria Consuelo Montes Naves.

Desde o ano passado, a Escola Estadual Rainha da Paz aderiu ao projeto e mais de 70 alunos foram contemplados com as atividades, que incluem visitação aos locais históricos de Araguari.

Conforme informado por uma das idealizadoras da parceria, a professora de geografia Márcia Aparecida Vieira da Costa, em 2013, aproximadamente 35 alunos do 6º e 7º ano do ensino fundamental visitaram as instalações da Estação Stevenson.

Neste ano, a parceria com o projeto Educar promoveu diversas visitações. No último dia 3 de setembro, quase 40 alunos estiveram no Armazém da Educação e no Palácio dos Ferroviários.

No dia 10, a visitação foi na região do Piçarrão, localizada na zona rural, onde os alunos puderam conhecer a usina hidrelétrica administrada pela CEMIG – Companhia Energética de Minas Gerais -, além do histórico açude considerado como ponto turístico e reconhecido como riqueza hídrica e natural de Araguari.

Para a professora de geografia, as visitas foram de extrema importância para aprimorar nos alunos o conhecimento sobre os aspectos históricos e geográficos. “A ação desperta nos estudantes uma maior consciência para a valorização de nossas riquezas naturais. As aulas práticas tendem a propiciar mais interação, resultando em uma aprendizagem prazerosa e efetiva”, destacou.

Segundo disse, os técnicos da CEMIG acompanharam as visitas e comprometeram-se a apresentar na escola os projetos de preservação ambiental das nascentes na área explorada.

A programação também contou com a participação dos professores Carlos Roberto Pereira Lopes, Marizete Barcelos e a supervisora Aline Ferreira.

“A supervisora teve o privilégio de levar seu pai Paulo Roberto e seu avô, Valdemar Ferreira, que trabalhou quase trinta anos na hidrelétrica, tendo início em 1963-1973 (Empresa PRADA), depois CEMIG até os dias atuais. Pudemos observar durante as considerações sobre o passeio, que os alunos ficaram bastante encantados com toda a riqueza de detalhes do projeto”, acrescentou Márcia.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: