Quinta-feira, 11 de Julho de 2024 Fazer o Login

Mutirão busca regularizar 3,2 milhões de veículos com IPVA 2024 em atraso em Minas

qua, 10 de julho de 2024 09:28

Da Redação

 

Cerca de 30% da frota de veículos em Minas Gerais está com o IPVA de 2024 atrasado, afetando mais de 3,2 milhões de automóveis cujos proprietários enfrentarão juros e multas para regularizar sua situação. A exigência para o pagamento do imposto terá início daqui a dois meses.

Como parte dos esforços para reduzir o número de inadimplentes, um mutirão virtual de atendimento foi lançado ontem, 9, para auxiliar na regularização do CRLV. Os serviços estão disponíveis no site www.transito.mg.gov.br, na seção “Consultar Motivo: Veículo Não Licenciado”.

O CRLV eletrônico é mais uma facilidade para os condutores e gestores de frotas
Divulgação

 

Após o preenchimento de um formulário eletrônico com os dados do veículo, o sistema fornecerá informações sobre quaisquer pendências para a emissão do documento. Além disso, os proprietários terão a opção de entrar em contato com um atendente, que oferecerá suporte na emissão das guias de pagamento.

De acordo com o Governo de Minas, o atendimento on-line proporcionará aos proprietários de veículos a oportunidade de resolver suas questões de forma simples, rápida e segura, sem a necessidade de se deslocar até um ponto de atendimento presencial.

Ressalta-se que, além das informações sobre o IPVA, o Estado também divulgou o balanço da Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo (TRLAV). Em Minas Gerais, 3,3 milhões de veículos ainda não obtiveram a documentação referente ao ano de 2024.

Com relação ao IPVA 2024, até o dia 30 de junho, foram apresentados os seguintes números: frota tributável – 11.320.299 veículos; frota adimplente – 8.109.735 veículos (71,64%); frota inadimplente – 3.210.564 veículos (28,36%); estimativa de arrecadação – R$ 10.870.366.832; valor arrecadado – R$ 8.829.681.461,21 (81,23%).

Para o TRLAV 2024, até o dia 30 de junho, foi apresentado o seguinte balanço: frota tributável – 11.266.118 veículos; frota adimplente – 7.958.579 veículos (70,64%); frota inadimplente – 3.307.539 veículos (29,36%); estimativa de arrecadação total – R$ 432.806.161; valor arrecadado: R$ 302.926.919,04 (69,99%).

Para obter o CRLV 2024, seja no formato digital ou impresso, é necessário estar em dia com o pagamento do IPVA, do seguro obrigatório, da TRLAV e quaisquer multas pendentes.

O CRLV é o documento anual que atesta a regularidade legal do veículo para circulação, conforme estabelecido pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Neste ano, os veículos com placas finais 1, 2 e 3 têm prazo para o licenciamento até 31 de agosto; os veículos com placas finais 4, 5 e 6 devem regularizar até 30 de setembro; e os veículos com placas finais 7, 8, 9 e 0 têm prazo até 31 de outubro.

“O CRLV eletrônico é mais uma facilidade para os condutores e gestores de frotas. Todas as informações estão disponíveis no celular, com validade jurídica, e o documento pode ser compartilhado com outras pessoas que dirigem o mesmo veículo, basta que todos tenham instalado no celular o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) ”, diz o chefe de Trânsito de Minas Gerais, Lucas Vilas Boas.

O CRLV também pode ser acessado pelo MG App ou impresso através do site www.transito.mg.gov.br. É importante destacar que comprovantes de pagamento das taxas e tributos não são aceitos como prova de regularidade do veículo.

Dirigir um veículo não registrado e sem licenciamento válido constitui uma infração gravíssima, sujeita a multa no valor de R$ 293,47, sete pontos na CNH e remoção do

veículo para um pátio credenciado até a regularização da situação.

É bom mencionar que, vários motoristas estão caindo em golpes executados através do pagamento do IPVA via PIX, para evitar esse tipo de problema é importante estar atendo ao nome da instituição emissora e o favorecido. “Para evitar os golpes com o pagamento via Pix, nós orientamos que o contribuinte sempre observe, antes de concluir a operação, o nome da instituição emissora, Itaú Unibanco S.A ou Santander (Brasil) S.A, e o favorecido, Estado de Minas Gerais, CNPJ 18.715.615/0001-60. Para pagamento nas casas lotéricas, é necessário apresentar o Documento de Arrecadação Estadual (DAE). Tanto para gerar o QR Code do Pix quanto para emitir a guia (DAE), o contribuinte deve acessar o site da Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG), que é www.fazenda.mg.gov.br, evitando utilizar sites de busca.”, concluiu Renato Nascimento Silva, chefe da Administração Fazendária de Araguari.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: