Sábado, 24 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Mulher sofre abuso sexual após deixar o trabalho

qui, 20 de março de 2014 00:05

Vítima de 34 anos relata cenas de crueldade
na madrugada desta quarta-feira, 19

DA REDAÇÃO – Uma mulher relatou cenas de crueldade vivenciadas na madrugada da última quarta-feira, 19. Encontrada nas imediações de uma empresa, ela foi mais uma vítima de estupro no município.

Em relatos proferidos a testemunhas, a araguarina afirmou ter sido abordada por um motorista em um veículo preto, momentos depois de deixar o trabalho. Antes de chegar em sua residência, a vítima foi obrigada a sentar-se no banco do carro.

Durante o percurso, o autor forçou a mulher a manter relações sexuais, sob ameaças de morte. Não bastasse isso, ela foi abandonada em uma fazenda, ficando sem o aparelho celular. O infrator não foi encontrado até o fechamento desta edição.

Embora represente um caso isolado, crimes como o registrado nesta quarta-feira se tornaram mais frequentes no país. É o que aponta o Anuário Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o levantamento, o índice de estupros cresceu até 18% nos últimos anos.

Para a delegada de Proteção à Mulher, ao Idoso, à Criança e ao Adolescente, Paula Fernanda de Oliveira, o quadro de abusos sexuais em Araguari é baixo. Ainda assim, ela atribui as dificuldades à falta de conscientização da sociedade.

“Felizmente, não temos grande número de estupros no município. Apesar de algumas infrações, o caso não chega a ser preocupante. Para conter esses crimes, o apoio da população é fundamental. Muitas vezes, a própria vítima se sente reprimida em acionar a Polícia, talvez pelo medo de sofrer represálias ou preconceito de terceiros. Nesse quesito, temos muito a evoluir”, destacou a delegada, que ainda garantiu as medidas cabíveis para elucidar a atual situação.

“A vítima será ouvida, assim como eventuais testemunhas. Também pretendemos colher algum tipo de material que auxilie na investigação, além de fazer o exame de corpo de delito. Por enquanto não posso passar mais informações, mas garanto que iremos tomar todas as medidas para que o caso seja elucidado”, completou.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: