Terça-feira, 23 de Abril de 2024 Fazer o Login

Movido pelo Agro – Etanol completa um ano evitando emissões de 140 toneladas de CO2

ter, 19 de março de 2024 09:12

Da Redação

O projeto Movido pelo Agro – Etanol completa um ano, em março, com resultados expressivos em favor do meio ambiente. Desde o início da campanha, realizada pelo Sistema Faemg Senar com o apoio da a Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (SIAMIG), cerca de 140 toneladas de CO2 deixaram de ser lançadas na atmosfera com o uso do etanol para abastecimento da frota do Sistema Faemg Senar.

Caso este valor tivesse sido lançado com o uso de combustíveis fósseis, seria necessário realizar o plantio de 970 árvores para compensação dos gases. O projeto, que já havia tido destaque durante a COP-28, em Dubai, ganha também grande roupagem no Brasil. No próximo dia 12/3, o Sistema Famasul e a Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul) vão lançar o projeto no Estado para incentivar o consumo de etanol.

“O Movido pelo Agro é um sucesso e pode continuar contribuindo não só para a melhoria do ar que nós respiramos, mas também potencializando o setor sucroenergético tão positivo e tão forte no Brasil. E agora, para nossa surpresa positiva, estamos não só com a Federação do Mato Grosso do Sul, também aderindo a esse projeto Movido Pelo Agro, mas também a Federação da Paraíba, mostrando que o produtor rural está ficando sensível à utilização de um combustível limpo, renovável e que emite menos do que o próprio petróleo”, frisou o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo.

Ele também destacou a sanção, pelo governador Romeu Zema, em janeiro, da Lei nº 24.652, que institui a Política Estadual de Incentivo ao Consumo de Etanol em Minas. O objetivo da norma, dentre outros pontos, é promover o agronegócio, fortalecer o setor sucroenergético e os produtores rurais e fomentar ações para a baixa emissão de carbono na agropecuária.

Mário Campos, presidente da SIAMIG, ressaltou a importância estratégica do etanol na matriz energética brasileira, destacando seu papel crucial no programa Movido pelo Agro. “Este projeto, que completa um ano, não apenas evitou a emissão de 140 toneladas de CO2, mas também trouxe um sentimento de pertencimento aos produtores rurais de Minas Gerais. A adesão de outras federações, como a do estado Mato Grosso do Sul, mostra que os agricultores estão sensíveis à utilização de um combustível limpo e renovável, contribuindo para a sustentabilidade ambiental e o fortalecimento do setor sucroenergético no Brasil.”

Movido pelo Agro

Lançado em 2023, o projeto marcou os 20 anos do carro flex no Brasil e busca conscientizar sobre as vantagens ambientais do etanol, um combustível limpo e renovável proveniente da cana-de-açúcar, valorizar o setor sucroenergético e os produtores rurais, além de fortalecer toda a cadeia produtiva.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: