Sexta-feira, 17 de Maio de 2024 Fazer o Login

Jovem é picada por escorpião em ônibus da Expresso Araguari

sáb, 11 de janeiro de 2014 00:00

MEL SOARES – Natália Junglef de 28 anos de idade foi picada por escorpião enquanto seguia viagem na manhã desta quinta-feira, 9 para Uberlândia onde trabalha. A reportagem conversou com a jovem que detalhou sobre o que aconteceu. “Peguei o ônibus às 5h30; ainda estava escuro. Ao sentar na poltrona senti algo entre minha mão e o dedo. Sem poder enxergar direito, pensei que fosse um bicho qualquer, joguei no chão e o matei. No entanto, após um minuto senti uma dor intensa que se alastrou até a metade do braço, como se fosse queimadura”, explicou.

Segundo ela, uma colega identificou que se tratava de um escorpião e avisaram ao motorista que imediatamente parou o ônibus. “Ainda não estávamos na rodovia. Em poucos minutos, recebi atendimento no Pronto Socorro. Três horas após ser liberada voltei a sentir muita dor. Tenho convênio e procurei atendimento particular. Algumas medicações foram alteradas, mas tudo está sob controle”, relatou.

Conforme entrevista, Natália sobreviveu graças à sua idade, que possui anticorpos suficientes para enfrentar as consequências da picada. “Se fosse uma pessoa idosa ou criança poderia não ter resistido”, disse.

Para finalizar, a jovem afirmou que recebeu apoio da empresa Expresso Araguari, que está fornecendo a medicação necessária para a sua recuperação.

Parecer da empresa Expresso Araguari

Em entrevista, o gerente em Araguari Jean Carlo Santos Machado disse que o fato ocorrido foi isolado. “Jamais tivemos uma ocorrência deste gênero. Mesmo assim foi contratada uma empresa terceirizada que fez buscas em toda a garagem e nos carros e não foi encontrado nenhum foco ou indício de infestação de escorpiões e/ou qualquer outro animal peçonhento. Esta empresa fez uma dedetização geral na garagem e nos ônibus, como forma de prevenção”, detalhou o gerente.

Cuidados no verão

De acordo com informações, as soluções para o problema de escorpião são, geralmente, simples e resumem-se a aumento de atenção, organização e melhorias de condições higiênicas. São necessários cuidados especiais nesta estação, quando esses animais surgem com maior frequência em locais que apresentam condições propícias.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: