Terça-feira, 25 de Junho de 2024 Fazer o Login

Incêndio que matou mulher no bairro Goiás pode ter sido criminoso

ter, 7 de janeiro de 2014 00:05
Letícia Marques, de 29 anos, era divorciada e morava com as duas filhas, que não estavam na residência durante o incidente. Foto: Divulgação

Letícia Marques, de 29 anos, era divorciada e morava com as duas filhas, que não estavam na residência durante o incidente. Foto: Divulgação

DA REDAÇÃO – O incêndio que matou Letícia Marques, de 29 anos, pode ter sido criminoso. A residência onde ela morava, na rua das Araras, bairro Goiás, pegou fogo na madrugada do dia 27 de dezembro. A Polícia Civil investiga o caso.

As chamas se alastraram rapidamente pela casa, que ficou completamente destruída. Moradores acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, mas a vítima não resistiu. O corpo foi encontrado no banheiro da casa.

Letícia Marques era divorciada e morava com as duas filhas, que não estavam em casa no momento dos fatos.

Testemunhas informaram à Polícia que viram a vítima conversando com uma pessoa horas antes do fato e ouviram o barulho de uma moto saindo do local logo depois das chamas dentro da residência.

A reportagem tentou obter informações na Delegacia sobre o andamento da investigação, mas não conseguiu até o fechamento desta edição.

TENTATIVAS DE HOMICÍDIO

No primeiro dia do ano, Piter Bruno de Souza, 34 anos, chegava em sua casa no bairro Rosário por volta das 11h, momento em que foi abordado pelo autor e recebeu várias facadas no tórax. O Corpo de Bombeiros prestou os primeiros socorros e encaminhou o homem ao Hospital Santa Casa, onde foi internado.

Em seu relato, a vítima afirmou que o autor era moreno e teria fugido em um veículo de cor escura, sem mais detalhes. Porém, uma testemunha que estava na casa da vítima reconheceu o envolvido e disse ainda que ele estava acompanhado de uma mulher, também identificada. A envolvida teria dado ao autor a faca usada no crime.

Um atrito verbal anterior teria motivado outra tentativa de homicídio no bairro Santa Helena na tarde do dia 5. Widner da Silva Pereira, 20 anos, estava na residência de um conhecido juntamente com o autor. Segundo a vítima, ele se levantou e chegou por trás, desferindo duas facadas, uma no pescoço e outra na barriga. O jovem foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Pronto Socorro.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: