Terça-feira, 09 de Julho de 2024 Fazer o Login

Homem de 32 anos morre afogado ao se banhar no rio Araguari

sex, 7 de março de 2014 01:51

SAMARA ARRUDA – Um engenheiro civil de 32 anos morreu enquanto se refrescava nas águas do rio Araguari, às margens da BR-050. O acidente aconteceu na tarde da última quarta-feira, 5. Avelar Gomes Coelho Júnior residia na cidade de Goiânia (GO) e estava em Araguari aproveitando os últimos dias do feriado de Carnaval, juntamente com parentes e amigos.

De malas prontas para retornar à sua cidade, Avelar decidiu ir novamente até a represa de Capim Branco II, na companhia de seu amigo Matheus Henrique Alves. “Ao chegar ao rio ele resolveu ver a profundidade, foi quando se afastou da margem e começou a gritar, pedindo socorro. Tentei salvá-lo, chamei algumas pessoas que estavam no local; elas me tiraram da água, mas não conseguimos ajudá-lo,” contou Matheus Alves.

Segundo informações do 8º Pelotão de Corpo de Bombeiros, o acidente foi causado por um descuido da vítima, que não sabia nadar e não estava utilizando o colete salva-vidas. “Nos deparamos com o corpo submerso a cerca de 30 metros da margem. Mergulhadores da cidade de Uberlândia também se mobilizaram para localizar a vítima e retirá-la da água,” afirmou o sargento Lucenildo Batista Alves, que acompanhou a ocorrência.

Com a chegada da Polícia Civil, que prestou serviços referentes à perícia, o corpo foi encaminhado por agentes funerários ao Instituto Médico Legal (IML) de Araguari.

Esta é a primeira morte por afogamento ocorrido em 2014, no município. “Em nossa região temos um grande número de represas, rios e lagos. Situações de afogamento também são registradas em clubes, onde há maior concentração de pessoas durante os feriados, por isso é importante que a população tenha cuidado ao frequentar esses lugares, pois até o rio que aparenta ser calmo, tem sua correnteza que pode levar a pessoa a se afogar rapidamente, como aconteceu com Avelar Gomes,” ponderou.

Balanço dos dias de Folia

Durante o feriado prolongado, o 8º Pelotão atendeu casos de queda da própria altura e pequenos acidentes domésticos, além de ocorrências relacionadas à agressão, ocorridas no Parque de Exposições Rondon Pacheco.

Além disso, na madrugada de terça-feira, 4, os militares socorreram o adolescente M.H. de 17 anos, conhecido como “Cafezinho”. Ele estava retornando de um show na Exposição, quando foi surpreendido por suspeitos. “Um deles disparou contra a vítima que teve um ferimento na cabeça e foi levado ao Pronto Socorro em estado grave,” contou o sargento.

Outro caso que marcou o feriado aconteceu em uma residência na avenida Batalhão Mauá. No local, uma empregada doméstica foi eletrocutada enquanto trabalhava. Imediatamente o Corpo de Bombeiros foi acionado e transportaram a vítima para o P.S, entretanto, ela não resistiu.

Minas Gerais

Aproximadamente 17 pessoas morreram afogadas durante os cinco dias de folia em todo o estado. Os dados são do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

Segundo a assessoria de imprensa da corporação, as regiões que mais registraram casos como este, são: Varginha, Governador Valadares e Contagem, com três ocorrências cada. Os dias com mais mortes foram terça-feira, dia 4, com seis, e domingo, dia 2, com cinco mortes.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: