Quinta-feira, 11 de Julho de 2024 Fazer o Login

Forças de segurança de Minas Gerais trabalham em ritmo lento em protesto contra o governador do estado

qua, 12 de junho de 2024 09:47

Da Redação

Nova manifestação regional está marcada para esta quinta-feira, 13, em Araxá

O grande movimento das forças de segurança do Estado de Minas Gerais continua presente nos 853 municípios mineiros. Em todas as cidades, servidores da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Penal e Agentes socioeducativos trabalham em ritmo lento como forma de protesto. Os policiais alegam que estão trabalhando somente com as condições fornecidas pelo Estado, o que tem causado a lentidão no serviço.

 

O reflexo é sentido pela população das grandes cidades, onde a criminalidade aumentou muito, e nas cidades espalhadas pelo interior, a adesão ao movimento está sendo presenciada. Nas próprias divulgações da Polícia Militar e Polícia Civil percebe-se que o número caiu bastante, e mesmo procurados pelas

informações, estas não são repassadas como de costume, por orientação da categoria.

 

Para esta quinta-feira, 13, está marcado um novo encontro para a cidade de Araxá, no qual as forças de segurança pretendem reunir servidores de todas as cidades da região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Na oportunidade, a cidade irá sediar a 13ª edição do Conexão Empresarial Anual Araxá 2024, que acontece de 13 a 16 de junho, no Grande Hotel Termas de Araxá. Dentre os participantes está sendo aguardado o governador Romeu Zema.

 

A reportagem da Gazeta do Triângulo conversou com um dos integrantes do movimento, que presta seus serviços em Araguari, e segundo informou, o aumento anunciado de 4.62% não agradou a categoria, que pleiteia no mínimo, a inflação de 2022 e 2023, que chega ao valor acumulado que chega a 10,41%. O servidor citou que na região já está sendo preparada excursões de Patos de Minas, Uberlândia, Araguari, dentre outras cidades.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: