Sexta-feira, 19 de Julho de 2024 Fazer o Login

Delegacia Eletrônica – Mineiros poderão registrar ocorrências pela internet a partir de maio

qua, 26 de março de 2014 00:04

Começa a funcionar no dia 1º de maio a delegacia eletrônica de Minas Gerais, que permitirá o registro online de boletins de ocorrência. No dia 30 de abril, o primeiro módulo deve ficar pronto e, neste início, será possível registrar apenas acidentes de trânsito sem vítima. As datas foram divulgadas pela Polícia Civil ontem, durante a audiência da Comissão de Segurança Pública que pretende discutir a implantação do sistema. Os Estados de Minas Gerais e Roraima são os únicos no país que ainda não contam com o sistema pela internet.

Os outros módulos – extravio e perda de documentos, dano, desaparecimento de pessoas, crimes contra a honra e ameaças – serão implantados até o fim de 2014, segundo a delegada Yukari Myata, superintendente de informação e inteligência da Polícia Civil de Minas Gerais.

O site ainda está em construção e o investimento total com a implantação é de R$ 1,3 milhão, por parte do governo do Estado. Atualmente, de acordo com Yukari, 24% das ocorrências registradas são referentes aos seis módulos que entrarão em operação na delegacia eletrônica. A intenção da delegacia eletrônica é diminuir a quantidade de cidadãos nas delegacias, empenhar policiais em casos mais graves e agilizar o processo para o usuário do sistema.

Para que não se corra o risco de a polícia receber ocorrências duplicadas, assim que elas forem feitas pela internet, as informações migram para o sistema que a Polícia Civil  usa, e assim, é possível de evitar a repetição. Para evitar registros falsos, haverá um contingente policial que fará uma verificação nas informações, que pode levar até 24 horas, e depois de concluída, o boletim será efetivamente gerado.

Será possível anexar até cinco fotos junto ao boletim e não será necessário anexar documentos, mas apenas os dados dele, como informações de um carro, pois existem outros sistemas com essas informações.

Desde 2008, há um processo aberto para a implantação da delegacia eletrônica em Minas, mas, segundo a Polícia Civil, foi optado observar mais o funcionamento em outros Estados para que a quantidade de erros seja diminuída.

Exemplo

A primeira experiência com este tipo de serviço no Brasil começou em São Paulo, há 14 anos. Nos últimos dez anos, segundo a coordenadora da delegacia eletrônica do sistema paulista, Adriana Sampaio, foram economizados cerca de R$ 80 milhões em pessoal e material.

No caso paulista, são feitas uma média de 6.000 ocorrências por dia, a maioria sobre extravio ou furto de documentos e acidentes de trânsito sem vítima. Uma triagem é feita para que os casos mais graves sejam atendidos com mais rapidez. Além disso, todas as pessoas que registram ocorrências recebem uma ligação para que a polícia colha mais dados para ajudar na investigação, cerca de uma hora depois da solicitação. Atualmente, 120 policiais atuam na delegacia eletrônica em São Paulo. Mais 80 devem ser contratados.

(Fonte: Jornal O Tempo)

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: