Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Corpo de Bombeiros registra duas grandes ocorrências de incêndio em vegetação

sex, 15 de setembro de 2023 08:05

Da Redação

 

Quando a umidade do ar está baixa, o clima fica mais seco, aumentando os riscos de incêndios. As queimadas podem afetar não só o meio ambiente, mas também a saúde da população.

Na última quarta-feira, 13, a Segunda Companhia de Bombeiros Militar foi acionada para atender uma ocorrência de incêndio em vegetação na Fazenda Retiro Velho, na BR050.

Incêndio na travessa Sete de Setembro
Divulgação

 

Segundo os bombeiros, as chamas estavam consumindo a pastagem que atingiu um bambuzal. O incêndio foi debelado com a utilização de abafadores e um soprador. Foi queimada uma área de cerca de 1500 metros quadrados.

Destaca-se que, o abafador é uma haste de madeira, geralmente, contendo tiras de mangueira ou até mesmo ramos vegetais verdes, usada para apagar fogo em mato. É também conhecida como “vassoura-de-bruxa”. O soprador ajudar a apagar um incêndio, porém é preciso usar um com potência superior aos utilizados em empresas para soprar folhas.

Ontem, 14, aconteceu um incêndio em lote vago na travessa Sete de Setembro, em frente à Igreja Matriz.

“No local, há uma construção abandonada, onde havia bastante mato seco. Na chegada da guarnição, existia muita fumaça e as chamas estavam altas”, disse o Corpo de Bombeiros.

Ainda, conforme a companhia, foram utilizados cerca de cinco mil litros de água para debelar o incêndio, que consumiu uma área de aproximadamente um hectare. Não houve vítimas em nenhuma das ocorrências e também não se sabe as causas delas.

É bom mencionar que, anualmente, a 2ª Companhia de Bombeiros Militar de Araguari realiza uma operação denominada “Alerta Verde”, onde acontece um mutirão de militares com o intuito de fazer vistorias de verificação em todos os lotes vagos da cidade. Nessas vistorias, são verificados os seguintes itens: limpeza do lote (se existe vegetação, a altura dessa vegetação, se tem lixo); calçamento e se o lote é cercado (com muro ou cerca). Todos os boletins de ocorrência são repassados ao Ministério Público para que sejam tomadas as medidas necessárias para que os proprietários mantenham esses lotes limpos.

 

Para evitar incêndios no clima seco é preciso seguir algumas dicas, como: nunca queimar o lixo doméstico, entulhos e folhas secas, principalmente em locais próximos às áreas de vegetação. Não jogar pontas de cigarro acesas, latinhas ou garrafas nos acostamentos de rodovias ou região de matas. Evitar queimar para renovar pastagens ou áreas de plantação; procurar alternativas sustentáveis para esta ação. Fazer aceiros (faixas ao longo das cercas livres de vegetação da superfície do solo) nas propriedades rurais e ficar atento a qualquer surgimento de queimada. Manter limpa a propriedade na zona urbana, caso seja proprietário de terreno, mesmo com pouca ou nenhuma vegetação.

 

Os bombeiros também orientam que, ao avistar um incêndio em vegetação, o cidadão deve ligar no número de telefone 193, informar o endereço correto, o tamanho aproximado da área (ou lote) e se tem casas por perto ou animais no terreno.

 

1 Comentário

  1. Eliane disse:

    É ALI ONDE ESTÁ AS RUÍNAS DO ANTIGO HOTEL CENTRAL. QUEM É O DONO DAQUELA COISA HORROROSA QUE FICA ALI ENFEIANDO A CIDADE. OUVI DIZER A ALGUM TEMPO ATRÁS QUE IAM FAZER UM SUPERMERCADO, MAS DIZEM QUE ESTÁ NA CÂMARA. AQUILO ALI DÁ PARA LOTEAR FAZER CASAS TÉRREAS, JÁ QUE NÃO PODE TAMPAR UMA IGREJA DA OUTRA, ATÉ UM GRANDE ESTACIONAMENTO PARA CARROS, FICARIA BEM MAIS BONITO DO QUE AQUELE TERRENO IMENSO NAQUELA SITUAÇÃO. A CALÇADA NÃO TEM NEM JEITO DE ANDAR, AINDA POR CIMA EM FRENTE AO HOTEL BONITO, JÁ PENSOU QUEM VEM DE FORA E HOSPEDA NO HOTEL DEVE FICAR HORRORIZADO BEM NO CENTRO DA CIDADE.

Deixe seu comentário: