Sexta-feira, 12 de Julho de 2024 Fazer o Login

Coluna: Radar (04/06)

ter, 4 de junho de 2024 11:55

DISPUTA INTERNA?

Pelo andar da carruagem, Marcos Coelho não deve ter vida fácil dentro do grupo político do deputado Raul Belém para consolidar sua pretensa candidatura a prefeito. Isso porque o ex-prefeito terá que convencer os outros quatros pré-candidatos a prefeito que estão dentro do mesmo grupo.

 

POR OUTRO LADO…

A coluna apurou que Maria Belém e Dr. Luciano Mazão, ambos também pré-candidatos a prefeito (a) dentro do grupo do Raul, já teriam tido uma conversa visando, quem sabe, uma dobradinha entre eles. Paralelo a isso, Marlos Fernandes segue em pré-campanha e pelo discurso, não está afim de recuar fácil.

 

DOIS PESOS…

“Marcão” tem a seu favor, bagagem de dois mandatos e principalmente, estrutura para investir em uma campanha. Sem contar ainda que o ex-prefeito tem a preferência da maioria dos pré-candidatos a vereadores do grupo. No mais, tem a seu desfavor a questão de rejeição que é natural para qualquer político que está ou já ocupou um mandato.

 

FRIO

De qualquer maneira, o cenário da política local, nunca foi tão parado como esse ano. Resta saber se o haverá mudança após a definição principalmente de quem serão os candidatos ao Palácio.

 

SÓ CABEÇA

Segundo apurado, o impasse dentro do grupo político do deputado Raul é que não existe nenhum dos pré-candidatos animado em ser vice.

 

DE SAÍDA

Quem deixa a presidência da FAMEP essa semana é Wesley Lucas que tem seu nome ventilado como provável vice na pretensa chapa para reeleição de Renato Carvalho.

 

ESPERANÇA

A Policia Militar propõe contratar 30 servidores civis para melhorar o atendimento 190. Alguns poderíamos ser de Araguari o que melhoraria a agilidade. A Ação judicial foi da 1ª Promotoria de Araguari que continua em andamento. Audiência pública no CDL mostrou como será a tecnologia em todo o Estado em 2 anos

 

TRIO

Além de Romeu Zema (Novo), Carlos Brandão (PSB) e Raquel Lyra (PSDB) foram os outros dois governadores que aprovaram aumentos de mais de 100% sobre os próprios salários desde 2022.

2 Comentários

  1. Silvio Tabaco disse:

    TRIO

    Mais de 100% é uma coisa, agora, 298% , como foi o reajuste salarial do Governador de Minas é fora de qualquer propósito. Tal fato é prova inequívoca de a classe política mineira não estar nem um pouco preocupada com o bem estar do povo, a não ser com o próprio umbigo. Não precisamos repensar a forma de fazer política, essa já está sacramentada como individualista, precisamos repensar o voto. Atitudes imperialistas, ditatoriais e egoístas não representam a História do Estado de Minas Gerais e tão pouco sua importância no cenário nacional. Minas Gerais é muito mais que a fantasia de um governador que desconhece a realidade do ESTADO que “conduz”. Onde há famílias que lhes faltem o pão por inoperância governamental, não se pode querer e ter quase 300% de aumento em seus vencimentos, é algo sem definição.

  2. ELIANE disse:

    O povo só serve para votar e colocá-los lá no pedestal e aí eles não estão nem aí para o povo, tem uns que correm do povo colocam até películas escuras no vidros do carro que é para ninguém perturbá-los. Políticos nesse país são celebridades. Políticos não dão nada para ninguém, cada um tem que trabalhar e se virar, o que é preciso principalmente aqui em Minas e de impostos mais baixos para as indústrias animarem a se instalar. É preciso criar empregos e não dificultar a vida do povo com cobranças altas. Eu vejo muitas mulheres reclamando que cortaram o bolsa família e eu sempre comento deixe os menores de Cinco anos na Creche, coloque os outros no Tempo Integral e vá trabalhar, vá fazer diárias, vá aprender a fazer unhas, cortar cabelo, desapega do bolsa preguiça. Os deputados deixaram o Zema dar um aumento desses no salário dele, provavelmente ele ter dado o mesmo tanto para eles.

Deixe seu comentário: