Sábado, 15 de Junho de 2024 Fazer o Login

Coleta de sangue para doação de medula óssea a bombeiro araguarino surpreende Hemominas

sex, 7 de fevereiro de 2014 01:30
Diversas pessoas estiveram no local para coleta de sangue, que aconteceu no Pelotão do Corpo de Bombeiros. Foto: Gazeta do Triângulo

Diversas pessoas estiveram no local para coleta de sangue, que aconteceu no Pelotão do Corpo de Bombeiros. Foto: Gazeta do Triângulo

MEL SOARES – Os araguarinos surpreenderam as expectativas do Hemominas, devido à grande quantidade de pessoas prontas para ajudarem Renato Lúcio de Aguiar Tiradentes de 38 anos, ex-comandante do Corpo de Bombeiros de Araguari, diagnosticado no mês de junho de 2013 com leucemia.

A doação da amostra de sangue iniciou-se às 6h no 8º Pelotão do Corpo de Bombeiros e duas horas antes do horário previsto para terminar, o cadastro foi encerrado. Em torno de 300 pessoas puderam fazer parte desta corrente do bem, e outras centenas estão esperando nova chance, prevista para acontecer na próxima semana.

Em entrevista, Rita de Cássia de Aguiar Tiradentes, irmã de Renato estava emocionada com a quantidade de pessoas que não parava de chegar.  A reportagem esteve no local, às 10h, quando o prefeito Raul Belém (PP) e seu assessor Marcos Lander, compareceram também para doar, no entanto, todas as fichas haviam sido preenchidas.

A Gazeta do Triângulo conversou com o comandante do 8º Pelotão de Bombeiros de Araguari, tenente Luiz Donizete da Silva, que deu total apoio para que a ação fosse realizada no município. “Além da prefeitura, a campanha teve o engajamento da equipe do 11º Batalhão de Engenharia de Construção e 5º Batalhão de Bombeiros, de Uberlândia”, informou.

A doença

O capitão Tiradentes do Batalhão do Corpo de Bombeiros de Uberaba descobriu que estava com leucemia após se sentir muito cansado durante exercícios rotineiros de atividade física e ter notado inchaço nas pernas. Preocupado, ele procurou a mãe, Sônia Silvério de Aguiar, de 62 anos, e foi orientado por ela a ir ao médico. “No dia da consulta ele foi internado e, dias depois, transferido para Uberlândia, onde fez todos os exames necessários sendo confirmada a leucemia.

Conforme informou a mãe do capitão, ele está bem e muito confiante em conseguir o transplante. Em relação à campanha que os colegas de trabalho criaram, Sônia Aguiar contou que o bombeiro ficou muito feliz com a iniciativa que, para ele, também pode servir de ajuda para muitas outras pessoas com leucemia.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: