Sábado, 15 de Junho de 2024 Fazer o Login

Campanha contra a exploração sexual de crianças e adolescentes é lançada no Carnaval

qua, 19 de fevereiro de 2014 03:56

Conselheira tutelar adverte a cerca
dos cuidados que precisam ser tomados

MEL SOARES (com assessoria) – Proteja Brasil. Essa é a nova campanha lançada pelo governo contra a exploração sexual de crianças e adolescentes durante o Carnaval. A iniciativa prevê maior atenção aos locais de grande circulação de pessoas como aeroportos, rodoviárias, hotéis e nos circuitos de Carnaval.

A mobilização será mais intensa em capitais como Rio de Janeiro, Salvador, Recife, São Paulo e Porto Alegre.

De acordo com a conselheira tutelar Maria Isabel Nonato, assim como no Carnaval de 2013, este ano também será preciso atuar de maneira eficaz com o objetivo de evitar transtornos. Segundo informou, além da exploração sexual, agressões físicas entre menores são bastante preocupantes durante esta época. “No ano passado, o município recebeu milhares de turistas, e neste ano a situação continua. Devido à participação de cantores bastante famosos, as crianças e adolescentes são influenciadas a irem, ainda mais com a atuação da mídia, que incentiva cada vez mais”, explicou.

Conforme informado, o show que promete ter o público mais esperado é o de Luan Santana. “Todos os dias do Carnaval, os portões estarão abertos ao público, por isso, os pais ou responsáveis devem acompanhar os menores, e, se levarem crianças, que elas estejam portando em seus bolsos algum documento de identificação para o caso de se perderem dentro do Parque de Exposições”, alertou.

Outra preocupação apontada pela conselheira é sobre o término dos shows. “O horário previsto é às 3h da madrugada. Por enquanto, não temos informação a respeito de alvará emitido pelo juiz no intuito de censurar a entrada de menores de idade”, ressaltou.

Para a conselheira, o ideal é que os pais ou responsáveis conscientizem os menores e dêem a eles limites para evitar consequências desastrosas em suas vidas.

Denúncias
A Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos recebeu, entre 2011 e 2013, 336,2 mil denúncias de violações de direitos de crianças e adolescentes por meio do Disque 100. Pelo telefone é possível denunciar qualquer tipo de violação de direitos humanos. O serviço funciona todos os dias, 24 horas, inclusive nos finais de semana e feriados.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: