Terça-feira, 25 de Junho de 2024 Fazer o Login

Araguari tem queda dos crimes violentos nas estatísticas de 2013

sáb, 8 de fevereiro de 2014 00:03

Dezoito cidades avaliadas no Informativo de Criminalidade
Violenta 2013 tiveram quedas nos registros de homicídios

As constantes ações da Polícia Militar de Minas Gerais tem contribuido para a diminuição da criminalidade no estado. Foto: Divulgação

As constantes ações da Polícia Militar de Minas Gerais tem contribuido para a diminuição da criminalidade no estado.
Foto: Divulgação

AGENCIA MINAS – Araguari está entre as cidades que apresentaram queda da criminalidade violenta em todas as categorias de crimes classificadas pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) durante o ano de 2013. No município, o que mais chama a atenção é o índice de homicídios, que caiu 15% em comparação com o percentual de 2012. Dezoito das 28 cidades com mais de 100 mil habitantes avaliadas no Informativo de Criminalidade Violenta 2013 tiveram quedas nos registros de homicídios.

O Comandante do 53º batalhão da Polícia Militar, Tenente Coronel Volney Halan Marques, atribui a melhora dos índices de criminalidade às ações de prevenção implantadas pela Polícia Militar. Ele explica que, juntamente com a Prefeitura e a Câmara Municipal de Araguari, foram criados sistemas de gerenciamento e acompanhamento de metas buscando baixar os índices municipais e estaduais. “Criamos a Assessoria de Gestão para Resultados e, a partir daí, focamos em uma mobilização com a comunidade, orientando e melhorando a segurança dos moradores”, conta.

Para que o sistema de gerenciamento funcionasse a Polícia Militar trabalhou juntamente com a Polícia Civil. O Tenente Coronel Marques ressalta que, por meio da parceria, a Polícia Civil assumiu o compromisso de acompanhar mulheres vítimas de violência doméstica, visitando e fazendo ronda nas regiões próximas as residências das vítimas. “E a partir disso foi feito também parcerias com comerciantes, que disponibilizaram vagas de empregos para essas mulheres, a fim de proporciona-las independência financeira de seus companheiros”, relata.

Para complementar, o Tenente Coronel explica que, nas escolas, também foram coletadas informações e estabelecidas metas a curto, médio e longo prazo. A ação ocorre através de dinâmicas aplicadas junto à comunidade escolar e incentivando relatos dos próprios alunos para buscar soluções. De acordo com ele, por meio desse trabalho foram encontradas 71 armas de fogo sem registro.

A integração com o Ministério Público também foi fundamental para reduzir as estatísticas de um dos crimes mais comuns, que são os assaltos à mão armada. “Com relação aos assaltos foi feita uma pesquisa em que identificamos que os criminosos reincidentes continuavam em liberdade. Assim, foi enviado um ofício ao Ministério Público onde pedimos a reclusão e condenação dessas pessoas. Com isso intensificamos ainda mais as patrulhas nas ruas para prender esses indivíduos”, explica o Tenente Coronel Volney Halan Marques.

Investimentos em segurança

De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social, até o final de 2014 serão investidos cerca de R$ 600 milhões na segurança pública de Minas. O efetivo das polícias está sendo ampliado, com a contratação de seis mil novos policiais civis, militares e bombeiros. Cerca de 70% das três mil novas viaturas adquiridas para as instituições de segurança também foram distribuídas no final de 2013 e continuam a ser entregues ainda no primeiro trimestre deste ano.

Segundo o Coronel Marques, os planos de prevenção para 2014 ficarão ainda mais ágeis com a entrega das viaturas. “Nossa previsão é de aumentar o patrulhamento que era feito em vias rurais, para uma extensão em mais sete cidades próximas de Araguari. Com isso serão criadas 13 rotas mapeadas, que resultará ainda mais na diminuição de assaltos e outros crimes violentos na cidade e suas intermediações”, informa.

A prevenção à criminalidade, representada pelos programas Fica Vivo! Mediação de Conflitos, Central de Penas Alternativas (Ceapa) e Programa de Inclusão Social dos Egressos do Sistema Prisional (Presp) serão ampliadas e deverão trazer impactos na redução dos homicídios e demais crimes violentos. No primeiro trimestre de 2014 serão entregues duas novas Centrais de Penas Alternativas, em Vespasiano e Araguari.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: