Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Trote Solidário da Unipac incentiva doação de sangue entre “calouros”

sex, 11 de abril de 2014 01:11
Equipe do Hemocentro de Uberlândia realizou a coleta de sangue dos voluntários na manhã de ontem. Foto: Divulgação

Equipe do Hemocentro de Uberlândia realizou a coleta de sangue dos voluntários na manhã de ontem. Foto: Divulgação

TALITA SOARES – Fazendo da entrada na universidade uma oportunidade saudável de confraternização e preocupação com o próximo, a Unipac realizou neste semestre mais uma edição do Trote Solidário, e pela terceira vez, promoveu a doação de sangue. Na manhã de ontem, uma equipe do Hemocentro de Uberlândia esteve na instituição para realizar a coleta.

O objetivo principal é fomentar o interesse dos alunos ingressantes e ao que tudo indica, foi atingido com sucesso. A expectativa era coletar 50 bolsas de sangue. “Conseguimos 55 e quase a metade dos doadores era composta por alunos do primeiro período,” contou Rosana de Cássia Oliveira, vice-diretora da Unipac e coordenadora do projeto.

Como a doação era aberta à comunidade, muitos funcionários do comércio e indústria, alunos de outras instituições e funcionários se dispuseram a colaborar. No entanto, o limite havia sido atingido e nem todos conseguiram ser doadores. “As pessoas passaram a se conscientizar e quando sabem que haverá coleta, procuram normalmente. São doadores fidelizados,” ressaltou.

Os interessados foram orientados a procurar o Hemocentro ou aguardar a próxima edição do evento, previsto para o início do próximo semestre escolar. “Estamos felizes com o resultado. Não conseguiríamos sem a participação desses alunos e de todos os demais cursos, e do Diretório Acadêmico de Medicina que nos apoiaram e da comunidade,” concluiu.

2 Comentários

  1. Mariana disse:

    Infelizmente só coletaram 55 bolsas. Foi totalmente incondizente com a realidade, visto que foi feito o convite a toda comunidade para participar, porém muitas e muitas pessoas não conseguiram fazer a doação. Lamentável, pois falam a todo tempo da necessidade de doadores e acaba, de certa forma, desestimulando aqueles que foram prontamente a doar.
    Espero que tanto o hemocentro como aqueles que fazem esse tipo de “mutirão” possam se atentar a esse detalhe!

  2. Djalma dias da Costa disse:

    gostaria de saber das autoridades de Araguari, se está sendo cobrado do hemocentro , a implantação de um posto de coleta fixo em Araguari, visto que já foi divulgado pela imprensa local a possibilidade de implantação de um posto. Cidades como Ituiutaba, já tem o hemocentro, Araguari que tem uma populaçao maior e ainda uma faculdade de medicina não tem.

Deixe seu comentário: