Sábado, 24 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Três em uma

qui, 17 de abril de 2014 00:03

Abertura Treino Livre
Alô amigos, título estranho o da coluna desta semana, mas me explico: como na semana passada não pude escrever por motivos de ordem profissional, deixei de comentar o GP da Malásia, e no final de semana seguinte, tivemos o GP do Bahrein, e a Fórmula 1 ainda não saiu de lá, com outra rodada de treinos coletivos, então, iremos falar sobre os três assuntos.

Iniciando pela corrida da Malásia, com a qual não vou gastar mais do que uma palavra para comentar: corrida chata e sem grandes emoções; ponto final. Para completar amplo domínio das Mercedes (Hamilton e Rosberg, 1 e 2), carros e motores.

Totalmente diferente a corrida do Bahrein. Alucinante e emocionante, com pegas sensacionais até a última volta, com novamente vitória da dupla da Mercedes (Hamilton seguido de Rosberg). Embora haja um amplo domínio da Mercedes, nota-se uma reação da Renault, principalmente na Red Bull, mas nada que se compare ao desempenho das flechas de prata alemãs.

Com uma boa largada (finalmente) Massa pulou do sétimo para o terceiro, mas acabou chegando mesmo em 7º. Não deu para participar muito da mesa redonda ou, melhor dizendo, do facebook redondo, com os amigos Henrique Vieira, André Luiz Clemente e Márcio Nogueira, pois estava rolando um churrasco familiar aqui em casa, então fiquei dividido entre tv, churrasqueira e facebook, mas pelos comentários gerais da turma, esta foi uma das melhores corridas das últimas temporadas, e mostrou que desta vez acertaram em tornar a categoria mais competitiva, excetuando-se a Mercedes, que pelo melhor conjunto do novo propulsor tem um diferencial muito grande em relação ao restante do grid.

O fato é que, todos os carros com motor Mercedes têm um desempenho sensacional, e apenas a Ferrari de Alonso vem conseguindo manter-se na briga da frente, enquanto o Ice mantém um desempenho apagado, no meu ponto de vista principalmente, por conta do carro mal ajustado (lembrem-se que Alonso é experiente em tirar preciosos décimos de segundo das carroças que a equipe de Maranello vem lhe entregando, desde que vestiu o macacão vermelho e branco – ainda bem que não é de outra cor, pois o “politicamente correto” iria ficar roxo de raiva).

Fica o destaque para Hulkenberg com um desempenho muito bom com a Force India (achei a pintura deste ano mais bonita do que a do ano passado. Aliás, se Hulk tivesse assento em uma de ponta estaria incomodando muita gente. Se um alemão incomoda muita gente, dois alemães incomodam muito mais, três então nem em bom pensar, pois a F1 iria virar o DTM.

Mais uma rodada de treinos, desta vez no Bahrein, e mais novamente a Mercedes continua dando as cartas, com Hamilton e Rosberg se revezando na ponta. Estes treinos serão muito bons para as equipes afinarem os carros, pois desta forma tem dados reais para jogar nos simuladores, e não dados da temporada passada, com motores diferentes, sistemas de recuperação de energia diferentes, enfim tudo novo, recém-saído da “caixa”. De posse destes novos dados as simulações serão mais precisas, e quem está enfrentando dificuldades em acertar o software que controla a injeção de combustível poderá calibrar os sensores de forma mais eficiente. Lembro que um problema nos sensores causou a desclassificação do Ricciardo (e da boca do próprio acabou a polêmica sobre a pronúncia do nome dele: é Ricardo, com o tradicional sotaque inglês CARRRR…), pois os sensores ou não mediram direito ou não estavam calibrados direito, e “Ricarrrrdo” perdeu os pontos e o belíssimo segundo lugar no GP de casa (Austrália), quando segurou Hamilton (e olha que isso não é fácil, pois “comandante” Hamilton é chato na pista).

Três em uma, não é fácil condensar tudo num pequeno espaço, mas acho que cumpri a missão.

Antes de finalizar, recebi a notícia, via Edilvo Mota, que o Kartódromo do Caça e Pesca será reformado e reinaugurado. Convite feito, se nada atrapalhar, estarei lá para prestigiar o automobilismo triangulino (e aí Henrique Vieira, vai voltar a vestir a balaclava e apertar o pedal direito com força??)

Até a semana que vem…

* Advogado, fã da Fórmula 1 desde 1970, e apaixonado pela Ferrari

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: