Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Sind-UTE planeja campanha salarial para a rede estadual de ensino

qua, 29 de janeiro de 2014 00:00
No seminário os profissionais realizaram um balanço geral das ações realizadas em 2013. Foto: Sind UTE MG

No seminário os profissionais realizaram um balanço geral das ações realizadas em 2013. Foto: Sind UTE MG

SAMARA ARRUDA – O Sind-UTE protagoniza mais um ano de luta em favor dos educadores de Minas Gerais. Entre os dias 24 e 25 de janeiro, o auditório do Sindieletro em Belo Horizonte, foi palco de um seminário, que reuniu coordenadores das subsedes espalhadas por todo o estado.

Na oportunidade, os profissionais realizaram um balanço geral das principais atividades promovidas em 2013. O encontro também possibilitou a todos ampliar o debate acerca dos assuntos pautados, além de direcionar o planejamento das ações a serem realizadas no ano corrente.

Segundo contou José Luís da Costa, coordenador do Sind-UTE subsede Araguari, o seminário foi uma oportunidade de estreitar as relações de apoio entre os coordenadores das unidades. “Discutimos sobre as políticas e articulações que serão desenvolvidas no decorrer deste ano. É sempre válido participar de momentos como este, onde podemos somar as dificuldades de cada unidade e trocar informações e conhecimento acerca do que vem acontecendo em outras regiões,” comentou o coordenador.

O Seminário de Coordenadores foi finalizado no sábado com um planejamento regional de ações de comunicação, mobilização e descentralização do departamento jurídico. Ficou definido ainda um calendário de atividades, proposto pelas subsedes em suas respectivas regiões.

Os encontros regionais irão acontecer entre 31 de janeiro e 8 de fevereiro, momento em que as localidades irão pautar as ações que deverão ser colocadas em curso ao longo do ano. “Nosso encontro acontece no próximo sábado, 1º de fevereiro, das 9 às 17h na escola estadual Raul Soares. A intenção é concentrar as ações em nossa região e promover a comunicação entre as subsedes e o trabalhador,” completou.

Calendário
– 31 de janeiro: novo protocolo da pauta de reivindicações da categoria aprovada em Conselho Geral e Assembleia Estadual.

– 1 ou 8 de fevereiro: encontros regionais com as direções das subsedes, conselheiros e diretores estaduais para discussão e organização da campanha salarial na região.

– 5, 6 e 7 de fevereiro: oficina Controle Social e Fundeb em Belo Horizonte. As orientações para inscrições foram encaminhadas às subsedes.

– 22 de fevereiro – Plenária Estadual Quem Luta Educa.

– 26 de fevereiro – Conselho Geral e Assembleia Estadual.

– Fevereiro: eleição para representantes de escolas e realização de assembleias, plenárias, reuniões com a categoria.

– Entre 17, 18 e 19 de março: greve Nacional da Educação.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: