Quinta-feira, 30 de Novembro de 2023 Fazer o Login

Será que estamos vivendo um retrocesso?, por Juberson dos Santos Melo “Jubão”

qui, 16 de janeiro de 2014 01:06

* Juberson dos Santos Melo “Jubão”

Há mais de década militando na área prevencionista, venho concluir mais um ano de trabalho (realização de programas, treinamentos, aulas, palestras, congressos, seminários, inspeções, outros) e me deparo com fatos e índices conflitantes.

Na verdade me encontro extremamente preocupado com o atual horizonte em que se encontra todo o sistema preventivo de segurança do trabalho no nosso país; temos boas normas, bons profissionais, tivemos em um passado recente bons índices em relação aos acidentes (frequências e as respectivas  estatísticas de gravidade).

Como já falei, concluímos mais um ano de atividades, e esta análise, sobretudo, deve possibilitar uma nova abordagem com diferentes ações, entretanto colocando em mesmo cenário, como também falando a mesma linguagem os respectivos atores: Trabalhador, Empregador e o Governo.

Toda essa leitura “preocupante” é pelo fato de que a ausência da prevenção ocupada por atividades corretivas (tratamento de saúde, previdência, afastamentos, aposentadorias e outras) caminha para ocupar e ou gastar cerca de 5% do nosso PIB (Produto Interno Bruto) ou Pibinho, aí vocês vão analisar, mas a única conclusão é que precisamos verdadeiramente eliminar esses prejuízos, “desperdícios”, segurança preventiva do trabalho, ou seja, trabalho seguro, e investimento e não despesas, portanto para que possamos concluir, convoco a todos que façamos a seguinte reflexão:

“Na segurança …
Quando algo vai bem, ninguém lembra que existe; quando algo vai mal, dizem que não existe; quando é para gastar, acha-se que não é preciso que exista. Porém, quando realmente não existe e precisa, todos concordam que deveria existir”.

* Técnico de Segurança do Trabalho,  Professor, Administrador, Sócio da SCJ Assessoria e Consultoria de Segurança do Trabalho

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: