Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Secretarias discutem solução para barulho em postos de combustível

qui, 3 de abril de 2014 02:06
Cresce o número de reclamações da população quanto aos tumultos e
som automotivo fora dos padrões de volume durante a madrugada

DA REDAÇÃO – Os representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeiam) e de Trânsito e Transportes (Settran) se reuniram, no início da semana (31), com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro) para analisar as reclamações da população quanto às atividades dos consumidores nos postos de combustíveis, especialmente durante as madrugadas.

Os estabelecimentos têm sido alvo de queixas constantes, especialmente no tocante à aglomeração de pessoas, na maioria das vezes embriagadas, e carros com som automotivo fora dos padrões de volume permitidos. Os tumultos também se estendem às áreas circunvizinhas dos postos. “O problema é que esse público faz das lojas de conveniência um bar”, contou Hélio Mendes, secretário municipal de Meio Ambiente.

Existem cerca de 140 postos de combustíveis em Uberlândia e a incidência de reclamação acontece em 10% desses estabelecimentos. Contudo, o secretário explicou que quando as autoridades responsáveis fazem uma abordagem em determinado local, o público responsável por essa prática migra para outro estabelecimento causando um incômodo significativo aos moradores locais. “Vale lembrar que os postos exercem atividade econômica e social. Porém, as lojas de conveniências têm atraído essas aglomerações como opção de lazer na madrugada. Vamos nos reunir com outros órgãos para encontrarmos um ponto de equilíbrio e equacionar esses problemas”, enfatizou Mendes.

Blitz Educativa

O Programa Uberlândia Bom Ambiente, um das medidas que visam a redução desse tipo de atividade, realizou mais uma ação na manhã de terça-feira (1º), no cruzamento da Avenida Rondon Pacheco com a Rua Olegário Maciel. Durante quase duas horas, as equipes das secretarias municipais de Meio Ambiente e Trânsito e Transportes junto com a Polícia Militar abordaram 180 veículos. Os motoristas receberam cartilhas sobre o programa e orientações para evitar transtornos no trânsito.

O objetivo principal da blitz foi orientar as pessoas quanto ao uso do som automotivo em volumes fora do padrão. O secretário municipal de Meio Ambiente, Hélio Mendes, adiantou que, caso as instruções não sejam seguidas, em breve as entidades que participam do programa darão início a ações punitivas no combate à poluição sonora. Em determinados casos, a blitz pode até apreender o veículo.

Para o mês de abril, no dia 24,  está prevista uma nova blitz educativa na praça Tubal Vilela. O Programa Uberlândia Bom Ambiente é gerenciado por um comitê formado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Settran, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: