Sábado, 15 de Junho de 2024 Fazer o Login

Radar Uberlândia – Amigo, amigos…

qui, 13 de fevereiro de 2014 09:46

Abertura Radar

AMIGOS, AMIGOS…
Nos bastidores são comentadas as pré-candidaturas a deputado federal do deputado estadual Tenente Lúcio (PSB) e do vereador e presidente da Câmara Municipal Márcio Nobre (PSDC), que não era prevista pelo menos para alguns dos apoiadores de Lúcio, os quais esperavam o apoio de Nobre, uma vez que ambos faziam parte de um mesmo grupo. Mas guardadas as formalidades, a previsão continua a mesma, ou seja, cada um por si e Deus por todos.

QUEDINHA
RADAR UDI B
Quem anda satisfeita é a vereadora Michele Bretas (PROS) que, desde o ano passado, vem travando uma guerra em relação aos preços praticados pelos combustíveis em Uberlândia, bem mais superior ao comercializado por outras cidades da região. Agora, Bretas comemora a queda da gasolina para R$ 2.79.

PREOCUPAÇÃO
RADAR UDI C
Em bate papo com a coluna ontem, o vereador Juliano Modesto (SDD), comentou sobre a situação delicada, onde segundo ele, para não utilizar a segurança armada nos pontos onde se encontram os caixas eletrônicos, as agências bancárias mudaram os horários, iniciando mais tarde e encerrando mais cedo o serviço disponível nesses terminais, para não utilizar os vigilantes.

ASSEMBLEIA
E por falar em Juliano Modesto, neste próximo sábado será realizado o encontro nacional do partido Solidariedade (SDD), em Belo Horizonte. A reunião vai acontecer na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, onde estarão presentes representantes de parte do partido para discutir assuntos relacionados às eleições deste ano. Modesto é coordenador geral do partido na região.

EM DEFESA
RADAR UDI A
O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), tentou nessa terça-feira retirar o partido do foco da ação movida pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra o deputado federal da legenda Eduardo Azeredo (MG), por peculato e lavagem de dinheiro no período em que governou Minas Gerais (1995 a 1998). Na sexta-feira, a PGR pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) 22 anos de prisão para Azeredo. “Não é uma questão que envolve o partido. Não tem ninguém do partido envolvido nessa questão. É respeitar a decisão do STF”, afirmou Aécio, ao sair de reunião da Executiva Nacional do partido, em Brasília. O senador negou que o pedido de condenação de Azeredo tenha sido discutido no encontro. Pré-candidato à Presidência da República, Aécio voltou ontem a atacar a presidente Dilma Rousseff, sua rival na disputa para o governo federal, e a cúpula do PT. Durante as comemorações do aniversário de 34 anos da legenda, na noite de segunda-feira, em São Paulo, Dilma chamou seus adversários de pessimistas, “caras de pau”. “Assistimos ali, de forma patética, a uma sucessão de neologismos absolutamente desencontrados que remontam aos mais gloriosos tempos dos aloprados”, afirmou o tucano.

AUTOMÁTICO
Parlamentar condenado na Justiça por corrupção – improbidade ou crime contra a administração pública – pode perder o cargo sem passar por processo de cassação do mandato. A proposta de perda automática do cargo tramita desde o ano passado na Câmara dos Deputados e pode obter parecer favorável, nesta quarta-feira, numa Comissão Especial criada para esse fim. Se aprovada, ainda tem que passar pelo plenário para votação. Proposta semelhante também tramita no Senado. A perda automática dos mandatos de parlamentares é uma polêmica recorrente nas duas casas legislativas, em especial quando um parlamentar é condenado na Justiça. Em 2012, no entanto, uma queda de braço entre Legislativo e  Judiciário fez Câmara e Senado agilizarem a tramitação de propostas que tratam do assunto.
=======================

ENTRE ASPAS

“Nós que pegamos no vermelho e colocamos ela (Prefeitura) de novo no azul. Foi um ano muito difícil e com um orçamento com um erro muito grande de quase R$ 400 milhões. Havia um erro grosseiro na peça orçamentária”.
Do Prefeito Gilmar Machado (PT), durante coletiva essa semana.

“Quando decidi ser jornalista, aos 16, ele quase caiu duro. Disse que era profissão ingrata, salário baixo e muita ralação. Mas eu expliquei: vou usar seu sobrenome. Ele riu e disse: então pode!”.
Trecho da carta de Vanessa Andrade, 29 anos filha do cinegrafista Santiago Andrade, morto após ser atingido por um rojão.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: