Quarta-feira, 17 de Abril de 2024 Fazer o Login

Radar – Projetos adiados

sáb, 14 de dezembro de 2013 00:02

Abertura Radar
ADIADOS
Os projetos de Lei de autoria do prefeito Raul Belém (PP) solicitando autorização de empréstimos para construção da ETE – Estação de Tratamento de Esgoto no Córrego Brejo Alegre, principal condutor de todo esgoto sanitário da cidade e para pavimentação asfáltica do bairro Vieno, que poderiam ter sido aprovados na sessão extraordinária realizada na manhã de ontem na Câmara Municipal, ficaram para a próxima semana. Os vereadores pediram uma reunião com o secretário de Fazendo Érico Chiovato para explicar mais sobre o projeto e, principalmente, se o município tem condições de se endividar num montante que gira em torno de R$ 40 milhões.

COMO?
Na reunião foi levantado um fato: este valor de R$ 42 milhões não seria a fundo perdido por tratar-se de recursos oriundos do PAC 2? Na verdade, trata-se de uma linha de créditos do governo federal.

MÁQUINA DO TEMPO
O ex-prefeito Marcos Coelho (PMDB) contraiu empréstimo através do SOMA-INFRA, também do governo federal, que possibilitou a recuperação das avenidas Mato Grosso, Belchior de Godoy, Mato Grosso e Teodoreto Veloso de Carvalho. Anos atrás, o ex-prefeito Milton Lemos, teve a coragem em uma época difícil, de contrair empréstimo culminando na pavimentação das principais ruas e avenidas centrais da cidade que ainda eram de calçamento. Miguel de Oliveira bem que tentou dar injeção em sua administração com empréstimo desejado pelo mesmo SOMMA, mas na época, seu pedido foi negado pela Câmara Municipal em virtude de manobras políticas segundo seus aliados, pois estava próximo de uma eleição municipal onde o médico Antônio Tomé, era seu candidato, e acabou perdendo a eleição pelos inesquecíveis 67 votos para Milton Lima.

MAL ESTAR
clesioNa audiência pública realizada nesta quinta-feira, 12, no plenário da Câmara Municipal para discutir a novela do frigorífico de peixes em Araguari, os vereadores Wesley Lucas de Mendonça (PPS), Levi Siqueira (PMDB), Rafael Guedes (SDD) e Dhiosney Andrade (PTC), estavam nitidamente insatisfeitos com a participação do secretário municipal de Desenvolvimento Clesio Meira, que segundo eles, entrou em contradição em suas explicações aos investidores e pessoas envolvidas no projeto. Com base em depoimentos de alguns presentes, os vereadores pretendem se reunir com o prefeito para falar sobre o assunto.

ESPERANDO
Conforme apurado, o grupo investidor aguarda a doação de uma área para instalar o frigorífico de peixes em Araguari, e segundo o responsável, vai aguardar pela área mais trinta dias. Após isso, garante que aceita outras propostas de cidades vizinhas. Um dos presentes na reunião, que reside na cidade de Uberlândia, confessou que adquiriu uma área na cidade com o propósito de lucrar com a instalação do frigorífico.

ORDEM
O prefeito Raul Belém informou à coluna que determinou agilidade aos seus comandados, e que seja priorizado o investimento de empresas na cidade, assim como as existentes que desejem ampliar seus negócios. Desde a saída do secretario de Agricultura Jonalvo Absair Lopes, Belém havia solicitado atenção no caso do frigorifico de peixes, que por pouco não foi para Uberlândia. Pelo visto, esse assunto deve esquentar nos próximos dias.

ENCONTRO
Em meio a burburinhos de um possível desligamento da base de apoio do prefeito, o PPS de Marlos Fernandes se reuniu na tarde/noite de ontem para tratar de diversos assuntos. Raul esteve nesta quinta-feira, 12, com o vice-presidente do partido, Gilberto Cunha de Resende, o popular “Gibão”. O relacionamento entre partido e governo está sob controle, segundo uma fonte.
=====================

“Os governos federal e estadual não dão nada para os municípios. Aliás, se for possível, eles tiram!”.
Vereador Luiz Antonio de Oliveira – Luiz Construtor (SDD).

“Nós, da associação em Araguari, trabalhamos para defender os profissionais que estão associados e promover a profissão em nossa cidade”.
Do engenheiro João Marques Póvoa Junior, presidente da Associação dos Engenheiros, Arquitetos, Agrônomos e Técnicos de Araguari, em Brasília onde aconteceu a Sessão Solene da Câmara dos Deputados em homenagem aos 80 anos do Sistema Confea/Crea.

“Atualmente o governo controla os reajustes de combustíveis da estatal, com base, principalmente, em questões relacionadas à inflação. Isso porque o aumento dos preços do combustível impacta na inflação, que neste ano chegou a ficar acima da meta pelo governo. Em junho o IPCA (Índice de Preço Médio ao Consumidor Amplo) medido em 12 meses ficou em 6,7%”.
Diretor do PROCON, Araguari Cristiano Carvalho Gimenez.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: