Segunda-feira, 17 de Junho de 2024 Fazer o Login

Radar – Oito ou oitenta

ter, 21 de novembro de 2017 05:05

abertura-radar

OITO OU OITENTA

De duas ou uma, ou o prefeito Marcos Coelho (PMDB) troca pelo menos dois nomes que não estão dando resultado no seu governo e assim deixa os demais com medo, ou pode ser contagioso, pois tem alguns perto de fazer uma grande lambança.

PRESSÃO ALIADA

Dois vereadores da base do governo teriam procurado o prefeito Marcos Coelho em seu gabinete e pedido a demissão de dois secretários.

DIAS CONTADOS?

Na verdade, para tristeza do prefeito, parece cada vez mais nítida a saída do secretário de Obras Jaime Batagline do governo no final do ano. Pelo menos é o que Batagline teria confidenciado recentemente para dois amigos próximos. Jaime ia deixar o governo ainda na metade do ano, mas teria sido convencido pelo prefeito a permanecer até o final de 2017. O motivo da saída não seria insatisfação com algo dentro do governo, mas sim, para cuidar de um projeto de piscicultura da família.

“ÁGUA NO NARIZ”

O Ministério Público Estadual pediu a condenação dos dois superintendentes da SAE na gestão anterior com suspensão dos direitos políticos e o pagamento de multa até cem vezes o valor recebido por eles na autarquia, além da proibição de contratar e receber dos poderes públicos. É bom lembrar que ambos terão quinze dias para se defender.

CARTÃO POSTAL

Uma das peças do projeto de Corredor Turístico, o vagão dormitório colocado no canteiro da avenida Coronel Belchior de Godoy, virou ponto de fotos de noivos e debutantes além de pessoas que estão de passagem pela avenida com destino a outro estado. As críticas que surgem sobre o vagão são apenas com relação aos adesivos colados no mesmo.

DEBANDADA?

Para quem acompanha a queda de braço entre médicos e Ministério Público, a coluna recebeu ontem a informação sobre pedidos de exonerações de médicos dos cargos de servidores públicos municipais. Segundo um deles, dois psiquiatras saíram e outro também seguirá o mesmo caminho após retornar. Dois ortopedistas que também atendiam pela prefeitura teriam deixado seus cargos. A alegação destes profissionais é a insatisfação com as exigências feitas pelo Ministério Público local. A coisa vai complicar e a prefeitura terá que correr contra o tempo para contratar novos profissionais.

PLANOS

.

.

 

Nas redes sociais, um parente bem próximo do vice-prefeito Clayton Fernandes (PSB) acabou revelando que o médico tem pretensões em disputar a prefeitura em 2020.

FERIADO EM QUESTÃO

Ontem dia foi de questionamento porque em mais de mil cidades em três estados foi feriado, Dia da Consciência Negra. Inclusive em cidades vizinhas como Uberlândia e Uberaba. A coluna apurou que Araguari excedeu o número de feriados municipais permitidos por Lei. Uberlândia que também está acima deste limite permitido, vem mantendo o Dia da Consciência Negra mesmo com a discussão entre as autoridades.

BARBAS DE MOLHO

Nesta sexta-feira, consumidores de todo o Brasil – e do mundo – prometem lotar as lojas físicas e congestionar os sites de vendas, em mais uma edição da Black Friday (“sexta-feira negra”, na tradução livre), que acontece no país desde 2010. Porém, apesar dos preços muitas vezes irresistíveis, é preciso cuidado para não cair em armadilhas ou estourar o orçamento, alertam entidades e órgãos de defesa do consumidor. Uma das práticas irregulares mais comuns, segundo a advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Claudia Almeida, diz respeito à “maquiagem” dos preços. “Uma das regras é pesquisar o preço do produto que você pretende comprar para ver se ele realmente está em promoção”, diz ela. “Algumas empresas sobem o valor na véspera e baixam na data como se fosse uma oferta. Essa prática é considerada publicidade enganosa”, explica a especialista.

“Estamos costurando!” Sebastião Naves, presidente do partido Patriota sobre movimentação para visita do deputado Jair Bolsonaro em Araguari.

4 Comentários

  1. Janis Peters Grants disse:

    Prezado Chargista,

    ÁGUA NO NARIZ

    Perguntar nunca ofende: Alguém acredita, que em algum dia, ENTRARÁ ÁGUA nos eventuais bons negócios de Superintendentes da referida Autarquia ?!

    FUNGA !!! FUNGA !!! FUNGA !!!

    (…)
    ô mininu porco !!! Para de cumê catarro …

    Né catarro naum manhê… tô só chupanu o caldim … ( sic )
    (…)

    Atenciosamente,
    Janis Peters Grants.

  2. anonimo disse:

    Clayton prefeito? Depois de se queimar nessa administração? Nem pra sindico voto nele, já me enganou uma vez. Perdeu a chance.

  3. José Radi Neto disse:

    UMA EXPLICAÇÃO A RESPEITO DOS IMÓVEIS DA REDE FERROVIÁRIA EM ARAGUARI.
    A prefeitura tem autorização para o uso incondicional do palácio dos ferroviários.
    Estivemos eu e o Raul em Belo Horizonte no DENIT, o qual é responsável pelos imóveis da união.
    Pediram ao ex prefeito para que particionassem os imóveis da rede, logo percebemos que o intuito do DENIT era particionar para vender os imóveis, pois todos os imóveis da rede se encontram em uma única escritura.
    O Raul percebendo a esperteza dos diretores, não aceitou particionar os imóveis, isto impede que alguém possa comprar da União parte do imóvel.
    Outro motivo, é que a REDE FERROVIÁRIA deve em impostos, água e taxa de iluminação pública à prefeitura da cidade de Araguari valores correspondentes aos valores dos imóveis, por este motivo esperamos que a prefeitura através do seu departamento jurídico retorne os imóveis da rede para o município.
    José Radi Neto

  4. José Radi Neto disse:

    Faço minas as palavras de meu ex colega Nilton Edurado.

    O “Palácio dos Ferroviários” PERTENCE AO MUNICÍPIO DE ARAGUARI; foi adquirido pelo então Prefeito Milton de Lima, cujo parcelamento do pagamento foi finalizado nos primeiros anos da gestão de Marcos Alvim, que deu sequência ao projeto de restauração idealizado pela equipe da querida professora Marlene Maia (mãe de Antonio José Maia) e da especial jornalista Leda Pinho.

Deixe seu comentário: