Terça-feira, 25 de Junho de 2024 Fazer o Login

Radar – “Nome aos bois”

sex, 17 de novembro de 2017 05:54

abertura-radar

“NOME AOS BOIS”

Até para não generalizar a coisa, na edição anterior comentei que dois vereadores acabaram se estranhando em um gabinete da Câmara Municipal. Na verdade, o desentendimento foi entre os vereadores Jander Patrocínio (PSB) e Maravilha (PMB).

GUARDA ABERTA

Em relação a disputa das eleições para deputado estadual referentes a 2018, o ex-prefeito Raul Belém (PP) teria voltado a afirmar na semana passada não ter dificuldades em abrir mão, aliás recuar da sua pretensa candidatura.

“O ELEMENTO”

.

.

 

Por fora dos nomes que estão sendo ventilados, o advogado e presidente da OAB Araguari, Dalton Umberto estaria sendo incentivado por amigos e até políticos em colocar seu nome no páreo como estadual. Umberto prefere “escorregar” do assunto, mas não consegue esconde o brilho nos olhos pela causa.

ALTA TEMPERATURA

Outro lugar que teria esquentado na semana passada foi o Ministério Público. Médicos da rede municipal estiveram com a promotora Cristina Fagundes – que cobra dos mesmos o cumprimento de horários de trabalho e atendimentos ou até mesmo a  devolução de dinheiro recebido em dias sem o registro de pontos.

RETAGUARDA

Os médicos buscaram apoio no Conselho da Medicina quanto à ação da promotoria sobre a devolução de dinheiro aos cofres do município; eles se uniram e contrataram advogado para defender a classe. A promotoria, pelo visto, não pretende recuar e mantem a decisão, inclusive, de ação impedindo que os mesmos atuem em qualquer repartição pública do país além de não abrir mão do fato de que eles sejam obrigados a registrar o ponto. A promotora alega que cobrou por melhor salário para a  classe mas agora não abre mão do cumprimento de horário. Entre os médicos o clima e de revolta.

QUEDA DE BRAÇO

Nessa queda de braço quem fica acuado é a comunidade uma vez que alguns médicos ensaiam um contra golpe e alguns pensam em deixar de atender a rede pública como forma de protesto das medidas da promotoria. 30, 14, 25, 10 mil, e por ai vai os valores que os médicos terão que devolver aos cofres da prefeitura.

REGRA É REGRA

Sobre a nota desta coluna que o presidente da Câmara Municipal teria não autorizado que o deputado federal Caio Narcio (PSDB) não usar o microfone da casa na reunião da última terça, Construtor negou a informação é disse que o parlamentar não falou por questões do regimento interno do Legislativo que impede o uso da tribuna sem a devida inscrição horas antes.

“O PULSO AINDA PULSA”

Santa Casa de araguari tem renovado pelo Ministério da saúde seu certificado de entidade filantrópica, isso comprava mais uma vez que a entidade tem sua atuação voltada, em quase sua totalidade, aos atendimentos de pacientes do SUS

COMO ASSIM

Depois que quatro usinas da Cemig foram leiloadas pelo governo federal, a estatal apresentou um lucro de R$ 397 milhões no terceiro trimestre deste ano, 38% menor em relação ao mesmo período do ano passado.De acordo com o superintendente de relações com investidores Antônio Carlos Vélez, a redução já era esperada, mas foi pior do que as expectativas. “A gente esperava queda, mas não neste patamar”, destacou Vélez, que apresentou na tarde nesta quinta-feira, os resultados trimestrais da companhia. Segundo ele,  além da perda das usinas de Jaguara, Miranda, São Simão e Volta Grande, outros fatores como a própria recessão econômica contribuíram para os resultados negativos. “O volume de venda de energia aumentou só 0,2% e a inadimplência, embora tenha melhorado, ainda está num nível elevado. Tem também as condições hidrológicas, que têm estado bastante desafiadoras”, justifica Vélez.

BURACO

Todos os Estados brasileiros registraram queda no Produto Interno Bruto (PIB) em 2015 ante 2014, segundo os dados das Contas Regionais, divulgados nesta quinta-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a primeira vez que todos os Estados registraram queda no PIB num mesmo ano desde o início da série histórica das Contas Regionais, iniciada em 2002. O PIB de São Paulo, que respondeu por 32,4% do total do país, recuou 4,1%, acima da média nacional, que ficou em 3,5%, conforme dado definitivo divulgado semana passada pelo IBGE. Em 2014, São Paulo respondeu por fatia um pouco maior (32,4%) do PIB total, mas, desde o início da série histórica, a perda é de 2,5 ponto porcentual. Em 2002, São Paulo respondia por 34,9% do PIB brasileiro. Outros Estados com grande peso no PIB também foram destaque de queda. O PIB de Minas Gerais recuou 4,3% em 2015 ante 2014.

1 Comentário

  1. anonimo disse:

    Só uma Obrs: estão colocando ponto de ônibus na avenida, mas é só de enfeite…ou em tempo de chuvas vai ter capa de chuva nos ponto.
    Será que quem fez o projeto usa o ponto de ônibus?

Deixe seu comentário: