Segunda-feira, 17 de Junho de 2024 Fazer o Login

Radar – Fundo do poço

qui, 9 de novembro de 2017 05:41

abertura-radar

FUNDO DO POÇO

Um levantamento aponta que a cada dez cidades mineiras, sete estão sem dinheiro para pagar o 13º salário dos servidores públicos do município.

DE ARAQUE?

Dias atrás, a coluna comentou sobre um cidadão que vem ocupando com seu veículo vagas de deficiente sem apresentar nenhuma aparente deficiência, pois sai andando normalmente do veículo. O cartão de deficiente fica exposto na parte interna do veículo, porém com os dados do condutor ao contrário, o que não é permito. Estaria usando o cartão de alguém? O número da placa foi entregue as autoridades.

ERREI FEIO

Ontem fui comentar sobre a repercussão de um áudio contra o prefeito Marcos Coelho (PMDB) que bombou na semana passada e acabei citando o nome do vice-prefeito Clayton Fernandes (PSB) ao invés de Clayton Brasão, presidente do bairro Novo Horizonte autor dos áudios. Peço desculpas ao Dr. Clayton e ao “Claytinho” pela falha.

DE CIMA PARA BAIXO

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou na manhã de ontem, 8, concordou com emenda à Lei Orgânica de Ribeirão Preto (SP) que reduziu, de 27 para 22, o número de vereadores no município. A decisão unânime foi tomada no Recurso Extraordinário e seguiu o voto do relator, ministro Dias Toffoli. Em Araguari, houve a tentativa de redução de 17 para 13 vereadores. A proposta foi do vereador Giulliano Tibá (PTC) que acabou sendo voto vencido nas duas oportunidades.

E-MAIL RECEBIDO

Prezado Adriano, sou leitor de sua coluna e queria parabenizá-lo quanto à imparcialidade na publicação referente ao outdoor do Deputado Federal Jair Bolsonaro, possível candidato à Presidência da República. Por incrível que pareça, a postagem tentando denegrir a imagem do Deputado Jair Bolsonaro foi em vão, pois houve mais de 1.000 comentários na postagem, sendo em sua maioria, favoráveis ao Deputado. O discurso do Deputado tem agradado as pessoas que estão cansadas da impunidade, querem um futuro melhor e mudanças no cenário político.

Abraços.

IMPORTANTE

Foi instaurado, no ano de 2009, Inquérito Civil Público com o objetivo de acompanhar as providências fiscalizatórias realizadas pelo Município de Araguari, por meio de sua secretaria de Meio Ambiente, para a adequação ambiental dos estabelecimentos que se dedicam à lavagem, higienização e manutenção de veículos de todas as espécies, bem como à troca de óleos, os chamados lava a jato. No decorrer do procedimento, a secretaria de Meio Ambiente informou quais estabelecimentos estavam regularizados e quais estavam irregulares. Assim, para uma melhor fiscalização e com o objetivo de regulamentar tais questões, foi designada audiência na Promotoria, na qual o Município firmou com o Ministério Público Termo de Ajustamento de Condutas comprometendo-se a, em síntese, normatizar o serviço administrativo de lava a jato, consoante regras estabelecidas na legislação em vigor, a nível municipal, estadual e federal, devendo adotar as medidas legais necessárias para tanto. Apesar de o TAC firmado entre as partes ter força de título executivo extrajudicial, foi obtida a homologação judicial dele, a fim de que se torne título executivo judicial, tramitando na 2ª Vara Cível da comarca. Tal pretensão é agasalhada pelo novo Código de Processo Civil quando caracteriza como título executivo judicial a decisão homologatória de auto composição extrajudicial de qualquer natureza.

ME ENGANA QUE EU GOSTO

Os preços dos bens e serviços mais consumidos no Natal estão caminhando para registrar deflação pela primeira vez em pelo menos 17 anos, segundo cálculos da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O levantamento, com início em 2001, levou em consideração o movimento de preços de 214 itens, que acumulam uma queda de 1,1% em 12 meses até outubro, após avanços de 9,8% no ano de 2016 e de 10,4% em 2015. O cálculo teve como referência os resultados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), apurados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

SOBREVIDA

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou ontem, em sua conta no Twitter, que o projeto que vai alterar a lei de recuperação judicial será encaminhado ao Congresso Nacional na próxima semana. Meirelles afirmou que a proposta trará condições para que as empresas quitem dívidas e possam voltar a produzir. “O projeto pode ajudar mais de 7.000 empresas a retomar suas atividades, garantindo empregos e ajudando na recuperação da economia”, disse Meirelles na rede social.

AGENDA

“Maratoninha Viva Livre” entre crianças de cinco a quatorze anos acontece no próximo dia 11 a partir das 15h30. Realização: prefeitura através da secretaria de Políticas sobre Drogas.

“Ministério Público faz recomendações à prefeitura e Câmara e eles aqui acatam. Isso é um erro grosseiro, pois esses poderes têm e pagam órgãos competentes de análise jurídica para responder essas recomendações com ações declaratórias. Aqui a cidade é governada por Ministério Público!” Do advogado Rogério Fernal ontem no Programa Tempero da Notícia da Rádio Planalto.

“Deve ter algo errado lá dentro da Câmara Municipal, pois tem vereador com medo de eu assumir como suplente e denunciar tudo!” Clayton Brasão, presidente  da Associação de Moradores do Bairro Novo Horizonte e primeiro suplente de vereador.

3 Comentários

  1. Janis Peters Grants disse:

    Prezado Adriano,

    “IMPORTANTE”

    Na condição de LEIGO, porém ávido por conhecimentos, acompanho alguns processos, dentre eles, AMBIENTAIS.

    Estou ciente de que um cidadão comum, em Goiânia, pai de família simples, construiu sua casa em uma ZONA RURAL que lhe pertencia por HERANÇA, desde o nascimento, vendeu uma dezena de pequenas áreas limítrofes à sua, e agora, pelas proximidades desta área com o PARQUE ESTADUAL ALTAMIRO DE MOURA PACHECO – aquele, que todo ano sofre intensas queimadas criminosas, e da Barragem Mauro Borges, Ribeirão João Leite, responsável pelo imenso LAGO que proverá Goiânia com o abastecimento de água, figurará no POLO PASSIVO de uma “AÇÃO CIVIL PÚBLICA AMBIENTAL COM OBRIGAÇÃO DE FAZER”, que, após trânsito em julgado, dá-se à causa o valor de R$ 20.000.000,00 ( VINTE MILHÕES DE REIAS ) – SE FIZER, e multa diária de R$ 50.000,00, enquanto não o fizer …

    Pior … determina a derrubada de toda e qualquer construção, piscinas, poços artesianos, pomares, em um raio de 10 km da Barragem, retirada de entulhos, vicinais e reflorestamento, SEM OBSERVAR, que neste raio, encontram-se UMA FACULDADE, UM BATALHÃO DE INFANTARIA, o Jardim Guanabara, e o AEROPORTO INTERNACIONAL, além de uma imensa leva de outras pequenas propriedades rurais.

    Intentar a CONDENAÇÃO de um SER HUMANO por duas ou três ENCARNAÇÕES, já me parece excessivo a qualquer MORTAL, e a um valor que SEQUER SE FAZENDO PACTO COM O MAIS DEMONÍACO & DIABÓLICO DOS REPRESENTANTES DO INFERNO se conseguirá honrar, é algo que me leva a refletir …

    … que, CRIMES POLÍTICOS deveriam ser julgados também por esta “PASTA”, tamanhos os DANOS e a NOCIVIDADE praticada à luz do dia, ao nosso HABITAT, e nada – ou pouquíssimo, se conseguem JUDICIALMENTE, fazer.

    Da seríssima série: CRIANDO DIFICULDADES para se VENDER SOLUÇÕES. Os pares agradecem, principalmente, nessas épocas de crise.

    Atenciosamente,
    Janis Peters Grants.

  2. Maria disse:

    Deve ter algo errado na Camara? querido tudo lá dentro está errado uma cidade pequena dessa com 17 vereadores dos quais uns 14 recebendo dinheiro público sem ao menos fazer algo decente em prol do município e da população. Fora os assessores, q não são poucos e ainda faz mal uso do cargo interferindo-se aonde não é e nunca foi chamado.

  3. Anônimo disse:

    Eu acho que não precisa mais que uns nove. Tens uns que não servem para nada a não ser ficar de picuinha e esperar o pomposo salário no fim do mês. Isto é um prejuízo feio para a cidade. Tem gente que se brincar vai ficar o resto da vida lá. Tens uns que fazem caridade com o chapéu alheio, pois não gastam nem um centavo do seu dinheiro. E isso não é serviço de vereador.Estão doidos para a população chegar a 120 mil para entrar mais gente inútil.Quando brigam para trocar nome de rua é para agradar a família e assim garantir mais votos. A culpa é dos pilantras de Brasilia. Em 2018 não vou ajudar a colocar ninguém lá. Vou votar nulo.

Deixe seu comentário: