Sexta-feira, 17 de Maio de 2024 Fazer o Login

Queda do Flu é culpa de Luxa e do patrocinador

ter, 10 de dezembro de 2013 01:28

Vitor Birner *

No começo do campeonato, ninguém acreditava no rebaixamento do Flu.

Mas a sequência de erros de gestão fez o improvável se transformar em fato.

A saída de Abelão, a venda de jogadores, a contratação de Vanderlei Luxemburgo e lesão de Fred, além de alguns problemas extra-campo citados pelos atletas, derrubaram o Flu.

A troca de treinador foi responsabilidade da patrocinadora.

O presidente Peter Siemsen sempre se posicionou contra a chegada de Vanderlei Luxemburgo.

Mas, refém da situação econômica da instituição, que teria muita dificuldade de ganhar títulos importantes sem o apoio econômico do patrocinador, acabou sendo obrigado a engolir o treinador.

Gum, enquanto segurava as lágrimas, deu entrevista na beira do gramado, após a vitória contra o Bahia, e explicou a situação.

Disse que o time não caiu na última rodada. De acordo com ele, o problema aconteceu no meio da competição.

“O time estava penso (torto), jogamos sem laterais…”.

Não vou tirar a razão dele depois de ver o futebol tricolor naquele período.

Lembro que um mísero ponto evitaria a queda e que Luxa, nos últimos tempos, deixou outras equipes em má situação devido aos seus péssimos trabalhos.

Vários times com elencos inferiores ao do Fluminense permaneceram na primeira divisão.

Dorival Jr. chegou muito tarde.

* Bloguista do UOL

1 Comentário

  1. Inocêncio Nóbrega Filho disse:

    A meu ver, corretas essas considerações. Sou, também, tricolor, mas temos o Fluminense de Araguari e de Feira de Sant”Ana, além de possivelmente outros, para nos esquecermos do melancólico final do time. Fator maior é que o futebol brasileiro, hoje, se assemelha ao agronegócio. Antes, se produzia para subsistir, agora se busca o resultado econômico, pouco importando as necessidades de alimento. Na série B, o Flu ficará mais próximo da plebe, e próximo de si este esporte atuará está mais afastado das sujeiras da elite.

Deixe seu comentário: