Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Produção de queijo vem ganhando destaque em Araguari

ter, 8 de julho de 2014 02:15
Agricultura familiar possui mais uma alternativa de trabalho e renda
Araguari está incluída no programa Queijo Minas Artesanal, que objetiva o combate à produção clandestina. Foto: Divulgação

Araguari está incluída no programa Queijo Minas Artesanal, que objetiva o combate à produção clandestina. Foto: Divulgação

DA REDAÇÃO – O queijo produzido na região é reconhecido nacionalmente como Queijo Minas Artesanal, sendo permitida a sua comercialização em todo o país. Para isso, os produtores de leite precisam legalizá-lo, a fim de oferecer um alimento de qualidade ao consumidor.

Araguari está incluída no programa Queijo Minas Artesanal, que objetiva o combate à produção clandestina, por meio do registro e da vigilância. A iniciativa é desenvolvida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater) com apoio do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Segundo a extensionista de bem-estar social da Emater Araguari, Regina Célia Marins Silva, com a legalização, a demanda da produção de queijo na cidade vem crescendo consideravelmente. “Estamos recebendo vários produtores para efetuar o registro e temos outros dois em fase de regulamentação. Para fazer o levantamento correto da produção no município é importante que os produtores procurem a Emater para legalizar sua situação,” enfatizou.

Para Regina Célia, este reconhecimento vem garantindo o sustento de várias famílias e ampliando a perspectiva de comércio. Desta maneira, a Emater promove um trabalho de orientação com os produtores sobre as adequações das queijarias, controle sanitário, boas práticas agropecuárias, fabricação, bem como as exigências da legislação vigente.

“Para a legalização é preciso principalmente a iniciativa do produtor de leite, pois a Emater disponibiliza todas as orientações necessárias para que eles se adequem e possam disponibilizar um produto artesanal de qualidade garantindo segurança alimentar ao consumidor,” falou.

O interessado em regularizar sua situação como produtor deve entrar em contato com os órgãos responsáveis. Informações sobre as normas de defesa sanitária e os requisitos básicos podem ser obtidas por meio do site www.ima.mg.gov.br.

Queijo Minas

Além de ser um produto típico do agronegócio do Estado, estudos da Emater comprovaram a tradição histórica e cultural do Queijo Minas. O IMA publicou portaria 1.397/2014, identificando os municípios de Araguari, Cascalho Rico, Estrela do Sul, Indianópolis, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Romaria, Tupaciguara e Uberlândia como a 6ª Região Produtora de Queijo Minas Artesanal.

O reconhecimento dessas regiões é respaldado por estudos do processo de fabricação, em cada região, tendo em vista características peculiares do local de origem, tais como: história, economia, cultura e clima, entre outros itens.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: