Domingo, 21 de Abril de 2024 Fazer o Login

Outubro Rosa aborda prevenção ao Câncer de Mama e tem início nessa quinta-feira

qui, 5 de outubro de 2023 08:07

Da Redação

A população precisa participar dos eventos e se prevenir

O mês de outubro está presente, e com ele chega mais uma campanha do “Outubro Rosa”. Com o objetivo de promover mais saúde e conscientização para a população, a prefeitura de Araguari, por meio da Secretaria de Saúde, irá promover ações em alusão ao Outubro Rosa, mês de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Mama.

 

O cronograma de atividades prevê dias de trabalhos voltados ao atendimento da população, que precisa estar atenta ao que será oferecido pela Secretaria de Saúde bem como estar em dia com exames e outras finalidades sobre tratamentos.

 

Nesta quinta-feira, 5, acontece a abertura oficial, das 15h às 17h, com a Caminhada Rosa, que sairá da praça Farid Nader percorrendo a rua Rui Barbosa até a praça Manoel Bonito. Aos interessados em participar, é recomendado que os utilizem blusas e camisas com as cores em tons de rosa.

 

No sábado, 7, será realizado o trabalho de coleta de material para exames Colpocitológicos e solicitação de Mamografia, Testes Rápidos para ISTs., Educação em Saúde, das 8h às 16h. Neste dia, todas as unidades de saúde do município estarão abertas para atender a comunidade.

 

E no sábado, 21, das 8h às 16h, será efetuada a coleta de material para exames Colpocitológicos e solicitação de Mamografia, Testes Rápidos para ISTs., Educação em Saúde. Todas as unidades de saúde estarão abertas para atender a população.

 

A Secretaria de Saúde informa também que os atendimentos poderão ser agendados durante a semana, e os atendimentos de demanda espontânea nos dias do evento.

 

SOBRE O OUTUBRO ROSA

 

Outubro Rosa é um esforço sustentado em direção à conscientização sobre o câncer de mama, um movimento que é celebrado anualmente no mundo todo e que tem por finalidade alertar para a importância do diagnóstico precoce. O câncer de mama é uma das doenças mais fatais para mulheres, quando diagnosticado cedo, a probabilidade de cura chega a 95%.

O início da mobilização pela conscientização sobre o câncer de mama está ligado ao fato de ser esse o segundo tipo de tumor mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres.

COMO SURGIU?

 

O movimento Outubro Rosa surgiu por volta dos anos 80, nos Estados Unidos, após o falecimento de Susan Komen. Naquela época, cuidar da saúde dos seios ainda era considerado um tipo de tabu, por isso, sua irmã Nancy deu início a essa campanha com o objetivo de orientar as mulheres sobre a necessidade de se prevenirem contra a doença. Afinal, quando diagnosticado bem cedo o câncer de mama tem grandes chances de cura.

Para conferir mais visibilidade, foi organizada a primeira corrida, em que foi distribuído pela primeira vez o famoso laço rosa, símbolo do movimento. Assim, tendo em vista que esse primeiro evento aconteceu no mês de outubro, anualmente cada vez mais países começaram a organizar suas ações nessa época do ano.

No Brasil, a partir dos anos 2000, grandes empresas passaram a defender a causa, de modo que a campanha Outubro Rosa se espalhou rapidamente no país inteiro.

 

POR QUE OS LAÇOS ROSAS?

 

Inicialmente, a data era celebrada apenas em algumas cidades norte-americanas. Para mobilizar a população, elas começaram a enfeitar as ruas com laços rosas, ideia lançada pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, que também entregou os laços aos participantes da primeira Corrida pela Cura em 1982.

O laço rosa virou símbolo da luta contra o câncer de mama e passou a ser distribuído em locais públicos, desfiles de moda, corridas e outros eventos. Além disso, monumentos públicos passaram a ser iluminados com luzes rosas, em apoio à causa. Ambas as iniciativas se espalharam pelo mundo e, hoje, o Outubro Rosa é mundialmente apoiado e conhecido.

O câncer de mama é o segundo tipo de tumor mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres. Por isso, o objetivo desse conjunto de ações e esforços é ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce da doença, além de enfatizar a importância do autoexame das mamas e da mamografia periódica.

No ano passado, o Brasil registrou cerca de 66.280 novos casos e 14,23 mortes a cada 100.000 habitantes, sendo a maioria mulheres, de acordo com informações divulgadas pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Por isso, é muito importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta no autoexame.

 

QUAIS OS FATORES DE RISCO DA DOENÇA?

O câncer de mama geralmente afeta mulheres que estão acima dos 35 anos, mas os homens também podem apresentar a doença.

Entre os principais fatores de risco estão:

Histórico familiar, principalmente quando algum parente de primeiro grau já teve a doença;

Mulheres que tiveram a primeira menstruação precocemente;

Mulheres que tiveram a primeira gravidez após os 30 anos;

Mulheres que não tiveram filhos e que tiveram menopausa considerada tardia (depois dos 50 anos).

 

QUAIS OS PRINCIPAIS SINTOMAS E COMO PREVENIR?

 

Se durante o autoexame encontrar os seguintes aspectos, consulte um médico o mais breve possível:

Nódulos palpáveis na região das mamas e das axilas;

Região das mamas com aspecto áspero, similar à casca de laranja e alteração na pele que cobre o local onde foi encontrado algum nódulo.

O autoexame é a melhor maneira de prevenir a ocorrência do câncer de mama, pois permite o diagnóstico precoce da doença e aumenta a eficácia do tratamento. Ele deve ser feito mensalmente a partir dos 20 anos de idade, entre o quarto e o sexto dia após o final do fluxo menstrual.

Outro método importante de prevenção é a realização rotineira, e com indicação de ginecologista, de mamografias.

Ter hábitos saudáveis, uma alimentação balanceada, fazer atividades físicas regularmente, ingerir pouca bebida alcoólica e não fumar podem ajudar na prevenção do câncer de mama.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: