Segunda-feira, 20 de Maio de 2024 Fazer o Login

Os Simpsons, há 25 anos no ar

qua, 12 de fevereiro de 2014 00:00

Abertura meio desligado

md1aO desenho que redefiniu os limites do humor e de sátira à cultura norte-americana abriu as portas para Seth MacFarlane (Family Guy) Mike Judge (Beavis & Butt-head), a dupla Matt Stone e Trey Parker (South Park) e tantos outros. A família de personagens amarelos Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie comemora 25 anos da série no ar pela emissora Fox em 2014, recorde absoluto entre as sitcoms animadas.

São mais de 500 episódios de uma obra iniciada de maneira despretensiosa. A premissa de Matt Groening, que se inspirou na própria família para criar os Simpsons, era fazer um lar que retratasse de maneira caricatural e grotesca os valores norte-americanos, baseados no patriarcado e em um líder de família que leva o trabalho nas coxas, bebe quantidades industriais de cerveja e é ignorante, sem apreço a livros, filmes e cultura geral.

O desenho sempre está em dia com os acontecimentos do mundo. Nos 25 anos de programa, figuraram diversas personalidades mundiais – políticos, esportistas, músicos, escritores, atores, enfim, fez várias referências ao mundo do cinema e dos quadrinhos. São cultuados por crítica e público.

E como de costume, Homer e sua família viajam para outros países. Na 13ª temporada, o afiado Matt Groening apontou para o Brasil. No episódio Blame it on Lisa (Culpe a Lisa, em tradução livre) Bart é engolido por um jacaré, aparece a personagem Xoxchitla, uma espécie de paródia da Xuxa, que chama atenção para os programas infantis brasileiros e os trajes sensuais da apresentadora infantil, entre outras coisas. E vem mais bomba pela frente. Um episódio no qual Homer é um árbitro da Fifa que vem à Copa do Mundo no Brasil para ver se há suborno vai ao ar em março nos EUA,e, aqui, está prevista para abril na Fox. (FONTE: CORREIO BRAZILIENSE)
.

Voz do Google no Brasil queria participar de “Ela”

md1
A locutora Regina Bittar, dona daquela voz do Google no Brasil, ligou para a distribuidora do filme. “Puxa, seria maravilhoso se eu fizesse a dublagem”, disse ela. Favorito ao Oscar de Melhor Roteiro Original, “Ela” é o novo trabalho do diretor Spike Jonze. O solitário Theodore (Joaquin Phoenix) passa a namorar um sistema com inteligência artificial, um software com a voz de Scarlett Johansson. Não deu certo para Regina, a dubladora oficial da atriz no Brasil havia terminado as gravações.
.

Vocalista do Belle & Sebastian planeja transformar álbum em filme

God Help the Girl (2009) aborda a trajetória de uma jovem compositora que lida com transtornos alimentares e deseja formar uma banda. Para conseguir tornar real o projeto, Stuart Murdoch começou uma arrecadação via crowdfunding, a partir de doações, com o objetivo de chegar a US$ 3 milhões (cerca de R$ 5,5 milhões). Algumas táticas estimulam a generosidade dos colaboradores. A pessoa que doar US$ 3 mil tem direito a participar de uma cena que estará disponível nos extras de um DVD caso não entre na versão final do filme.
.

Música para tortura

md3
Músicas transmitidas com o propósito de torturar detidos na base naval de Guantánamo? A banda canadense Skinny Puppy está no centro dessa discussão, que não é nova e envolveu também Metallica e Rage Against the Machine. Eles exigem US$ 666 mil em direitos autorais de suas músicas, que teriam sido tocadas durante horas e em um volume muito alto nas celas da prisão, na ilha de Cuba. O governo americano negou que esse tipo de prática, proibida por lei, aconteça. Mas em todo caso é realmente uma tortura.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: