Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

“Operação de Proteção Escolar” visa fortalecer rede de segurança nas escolas

ter, 11 de abril de 2023 08:07

Da Redação

Ontem, 10, o 53º Batalhão de Polícia Militar informou que a Polícia Militar de Minas Gerais, cumprindo o seu papel institucional de difundir uma cultura de paz no ambiente escolar, lançou os seguintes serviços: Patrulha Escolar; Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD) e Programa de Educação Ambiental (PROGEA), aliados a outros serviços preventivos contidos em seu portfólio.

De acordo com o 53ºBPM, o policiamento no ambiente escolar tem a intenção de realizar ações e operações no interior e nos arredores das instituições de ensino, visando a prevenção à criminalidade e a manutenção da ordem pública e da tranquilidade. Não obstante, a mídia nacional publica informações de eventos de defesa social em vários estados do país, os quais têm causado medo e intranquilidade da comunidade escolar.

Pensando nisso, a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) começou a implementar a “Operação de Proteção Escolar”. A nova ação, de natureza preventiva, antecipa a conexão entre polícia e comunidade, e tem a finalidade de aumentar e fortalecer a rede de proteção às unidades de ensino públicas e privadas nos 853 municípios mineiros.

“A PM estará presente em cada escola, como se um filho ou um parente estudasse lá. Só na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), mais de 160 militares atuam diretamente na Patrulha Escolar”, descreveu o capitão Cristiano Araújo, da Sala de Imprensa da corporação.

É importante destacar que, todo Batalhão PM de Minas Gerais conta com Patrulha Escolar. Com a operação, o efetivo será ampliado. Além disso, a “Operação de Proteção Escolar” sugere foco ativo na rede de proteção. A agenda, positiva, prevê palestras e outras ações educativas e de prevenção para fortalecer a rede, criando uma rotina educativa.”A PM vai fazer mais visitas às escolas, dando dicas de segurança, de autoproteção. A ideia é estarmos todos conectados com esse fim: PM, escolas e também a comunidade, que tem papel fundamental para o fortalecimento da rede e também vai participar observando qualquer anormalidade”, explicou o capitão Cristiano Araújo.

Ontem, a reportagem da Gazeta conversou com o sargento Arlindo, do 53º BPM, para saber mais detalhes sobre a operação. Segundo o sargento, a ação não tem tempo pré-definido, todas as guarnições irão atuar, principalmente a Patrulha Escolar, o PROERD e o PROGEA. “Essa ação visa dar mais segurança aos alunos, professores e a todos que fazem parte da população escolar. Além disso, a operação visa ajudar no trânsito perto das instituições educacionais, pois nos horários de entrada e saída de alunos, muitos pais e responsáveis estacionam seus veículos de maneira irregular, o que interfere na fluidez do trânsito” disse.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: