Terça-feira, 16 de Abril de 2024 Fazer o Login

Ocupação irregular de ambulantes incomoda comerciantes locais

sex, 22 de novembro de 2013 13:55

Lojistas apontam situação alarmante na região central do município

P.J. GODOY – Uma concorrência desleal. Essa é a classificação apontada pelos lojistas para a ocupação irregular de ambulantes no centro de Araguari. Diante da falta de regulamentação e poucas fiscalizações, alguns chegam a permanecer cinco dias na cidade, prejudicando o movimento local.

Segundo comerciantes que chegam a desembolsar mais de mil reais em impostos, a situação é alarmante. Além disso, contradiz com as recentes determinações do governo municipal.

“Há algum tempo, quando éramos camelôs, havia diversas fiscalizações e a prefeitura promoveu uma ação para remover todos que estavam atuando inadimplentes, sendo que essas pessoas residiam no município. Após conseguirmos a condição de montar um comércio estabelecido, com impostos e documentação, chegam até caminhões de outras cidades para vender nas ruas, tomando nosso direito de vender. Outro problema é que as mercadorias que eles trabalham são na maioria recondicionadas, como celulares e outros aparelhos, causando uma repercussão negativa e confundindo os consumidores sobre a qualidade dos nossos produtos”, manifestou o proprietário de um estabelecimento.

A reportagem entrou em contato com o secretário de Serviços Urbanos, Odon Naves de Queiroz. Para ele, as providências devem ser tomadas o mais rapidamente possível, isentando eventuais prejuízos durante a campanha de Natal.

“Existe uma lei que implica na proibição da ocupação de ambulantes nas vias públicas e estamos com um projeto para intensificá-la ainda mais, regulamentando aqueles que residem em Araguari e que não estão cadastrados. Nas vésperas do Natal, temos que oferecer condições dignas para que os comerciantes locais trabalhem de maneira adequada”, disse o titular da pasta, que reiterou acerca de outros exemplos com sucesso na região.

“Está marcada para segunda-feira, 25, uma reunião com diversas secretarias para definirmos uma ação conjunta e intensificarmos a fiscalização ainda na próxima semana. Há cidades como Patrocínio que na entrada é sinalizada a proibição da ocupação de ambulantes, e precisamos implantar uma nova realidade nesse sentido em Araguari. É uma situação injusta, diante daqueles que pagam impostos e mantêm seus comércios no município”, completou.

Conforme apurou a Gazeta do Triângulo, as penas para aqueles que atuam de maneira irregular podem gerar notificações, apreensão, cassação do alvará em caso de ambulantes cadastrados e multas que variam entre 120 e 240 reais.  Antes de finalizar, Odon Naves destacou a importância do apoio da comunidade.

“Temos apenas dois fiscais. Por isso, estamos fazendo um plano de ação para que as pessoas possam acompanhar os trabalhos e auxiliar nas fiscalizações. Precisamos dessa atenção por parte da população”, concluiu.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: