Sexta-feira, 17 de Maio de 2024 Fazer o Login

Obras na Unidade de Pronto Atendimento são retomadas

ter, 28 de janeiro de 2014 00:58
A construção estava paralisada desde meados de julho de 2013. Foto: Gazeta do Triângulo

A construção estava paralisada desde meados de julho de 2013. Foto: Gazeta do Triângulo

SAMARA ARRUDA – Finalmente, as obras de readequação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foram retomadas em Araguari.  Logo nesta segunda-feira, 27, funcionários trabalhavam no local. A construção estava paralisada desde meados de julho de 2013, quando foram identificadas particularidades que não seguiam as normas da Vigilância Sanitária e do Ministério do Trabalho.

Segundo contou o secretário de Planejamento, Orçamento e Habitação Nilton Eduardo Castilho, tanto o projeto como a planilha de custos passaram por um replanejamento, a fim de atender questões de acessibilidade e atendimento emergencial acessível 24h.

Segundo ele, o que explica a demora na conclusão da obra é a falta de planejamento. Em 2012, dois projetos licitatórios para a construção da UPA foram estudados e apenas um aprovado, no entanto, a obra começou de acordo com o projeto não aprovado. “Com o projeto concluído, estamos agora em fase final e a nossa expectativa é que a UPA seja entregue e inaugurada no mês de agosto. Com a unidade teremos um ganho substancial em atendimentos rápidos e com qualidades, pois, além do clínico geral, serão oferecidas especialidades como pediatra e traumatologia,” contou o secretário.

Quanto à ampliação do atendimento, Nilton Eduardo falou ainda sobre a construção da Farmácia de Minas, que deverá ser construída em área ao lado da Unidade de Pronto Atendimento. “Estamos buscando recursos para tratar a saúde pública em Araguari e a população pode se tranquilizar, pois a intenção da secretaria de Planejamento em parceria com a de Saúde, é oferecer qualidade nos atendimentos clínicos,” finalizou.

UPA

As Unidades de Pronto Atendimento – UPA 24h são estruturas de complexidade intermediária entre as Unidades Básicas de Saúde e as portas de urgências hospitalares, onde em conjunto com estas compõe uma rede organizada de Atenção às Urgências.

Fazem parte da Política Nacional de Urgência e Emergência, lançada pelo Ministério da Saúde em 2003, que estrutura e organiza a rede de urgência e emergência no país, com o objetivo de integrar a atenção às urgências. A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do Serviço Móvel de Urgência – SAMU que, organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: