Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Obras de drenagem seguem e problemas com as chuvas eram esperados

qui, 5 de outubro de 2023 08:08

Da Redação

 

Como era previsto pela Secretaria de Infraestrutura, as primeiras chuvas trouxeram problemas relacionados aos pontos que estão passando por obras de drenagem nos bairros, Independência, Santiago e Santa Terezinha, chegando até ao bairro Palmeiras do Império.

 

A chuva que caiu na noite de domingo, 1º, e na madrugada de terça-feira, 2, expôs o problema que era esperado pela pasta e pela empresa executora das obras, que estão em apenas 25% do trabalho executado, restando ainda 75% para serem concretizados.

Qualquer que seja a obra de grande porte, como a de drenagem os transtornos são inevitáveis

 

O jornal Gazeta do Triângulo recebeu várias reclamações dos moradores durante o início desta semana, que relataram o barro intenso por toda parte onde as obras se concentram no momento. A reportagem ouviu dois moradores do setor.

 

“Nos dias de seca, enfrentamos uma poeira muito grande, mas o barro prejudica muito a nossa vida. O serviço é essencial para conter as inundações do bairro, mas alguma forma precisa ser encontrada para amenizar nossa situação aqui”, disse Juliana Cristina Monteiro, residente no bairro Santa Terezinha.

 

“Praticamente eu já esperava pelos transtornos, principalmente nos dias de chuva mais forte. É uma grande obra e precisamos ter paciência, o transtorno de agora será passageiro diante de uma necessidade grande que a população dos bairros precisava. Mas, é preciso uma limpeza constante das vias para evitar que o barro atinja nossas casas”, destaca Luiz Carlos dos Santos, residente no Independência.

 

A reportagem conversou com o secretário de Infraestrutura, Luiz Felipe Miranda, que novamente chamou a atenção, citando que obras de grande porte, como a de drenagem, podem trazer problemas devido as situações climáticas.

 

Ele explicou que em função da falta de material específico (tubo de concreto armado) disponível no mercado e consequente processo de alteração para tubo PEAD, a contratada direcionou as atividades para a execução de espinhas, caixas de poços de visitas e bocas de lobo para captação de água pluvial. Informou que, concluindo estas atividades em cada rua, será executada a recomposição do pavimento, a qual já está acontecendo na rua Ponte Terra, e que foi atestado pela empresa que irá se intensificar neste mês de outubro.

 

“Vale ressaltar que o sistema não está pronto e devidamente ligado no lançamento final. A obra, prevista para 20 meses, está em andamento e era previsto mais um período chuvoso no transcurso da sua execução. No entanto, estamos tomando providências administrativas, com o intuito de sanar o problema logístico da falta de tubos de concreto, e quando houver possibilidade de trabalho, o material já esteja no canteiro, dando celeridade na obra”, destacou o secretário.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: