Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Nova pesquisa de preços de combustíveis é divulgada pelo Procon

qua, 5 de abril de 2023 08:05

Da Redação

Os preços do diesel comum e do diesel S10 abaixaram

Uma nova pesquisa de preços de combustíveis foi realizada no dia 3, pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Araguari. Normalmente, o Procon publica pesquisas como essa, com a finalidade de auxiliar os consumidores a encontrarem os melhores preços na hora de encher o tanque.

Conforme os dados apresentados na pesquisa, o valor médio do litro da gasolina comum é R$5,23; a gasolina aditivada custa em torno de R$5,35. O preço médio do litro de etanol é R$3,78. O valor cobrado pelo diesel comum é aproximadamente R$5,64; já o diesel S10 está em torno de R$5,82. Vale destacar que, esses valores são referentes à média geral de vários postos de combustíveis, que possuem diferentes bandeiras, como: Petrobras, Branca, Total Brasil, Ipiranga, Ale e Shell, por essa razão os preços podem variar para mais ou para menos, de acordo o local de revenda.

Na pesquisa realizada em fevereiro, o valor médio do litro da gasolina comum era R$4,98; a gasolina aditivada custava em torno de R$5,07. O preço médio do litro de etanol era R$3,77. O valor cobrado pelo diesel comum era aproximadamente R$5,74; já o diesel S10 estava em torno de R$5,95.

Segundo o Procon, foram pesquisados os preços dos combustíveis em 29 estabelecimentos comerciais de Araguari.

A pesquisa apontou um aumento na média geral dos preços da gasolina comum, da gasolina aditivada, e do etanol. Já os preços do diesel comum e do diesel S10 abaixaram.

Com relação aos preços dos combustíveis em escala nacional, segundo a Agência Minas, o Conselho Nacional de Política Fazendária decidiu que, a partir de 1º de junho, a alíquota única do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da gasolina e do álcool anidro será de R$ 1,22 por litro.

Segundo o presidente do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Consefaz), Carlos Eduardo Xavier, o novo valor está nos termos do que prevê a unificação do ICMS dos combustíveis ad rem, ou seja, nacional e específica, cobradas uma só vez.

2 Comentários

Deixe seu comentário: