Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Ministério do Trabalho e Emprego informatiza sistema e começa a disponibilizar agendamento eletrônico

sáb, 19 de julho de 2014 00:39
A novidade foi implantada inicialmente em 11 estados do país. Foto: Divulgação

A novidade foi implantada inicialmente em 11 estados do país. Foto: Divulgação

DA REDAÇÃO – Para oferecer comodidade e conforto ao cidadão, além de evitar a formação de filas nas unidades do Ministério do Trabalho, agora o trabalhador poderá contar com o Sistema de Atendimento Agendado (SAA) para agendar diversos serviços.

Segundo informações do MTE, os usuários poderão escolher o dia e horário para serem atendidos através da internet, além de imprimir o comprovante para apresentá-lo no dia marcado, sem a necessidade de se dirigir à recepção.

De acordo com Maria Terezinha Fernandes, chefe da unidade em Araguari, a opção de atendimento garante rapidez e tranquilidade ao cidadão que pode escolher quando poderá ser atendido. Para isso, o processo está sendo adaptado à realidade de cada região.

“Ainda não temos esta opção de atendimento em Araguari, entretanto, com a nova portaria o sistema de agendamento poderá em breve ser utilizado pelo trabalhador araguarino. A Superintendência situada na cidade de Uberlândia vem trabalhando tanto na estrutura da unidade, quanto na disponibilização de pessoal qualificado, a fim de informatizar o serviço e agilizar as informações que são registradas no sistema de cada unidade,” afirmou.

A Portaria Nº 790 foi publicada no Diário Oficial da União, do dia 4 de julho, assim as superintendências tem o prazo de 30 dias para disponibilizar o serviço. Na página do Ministério do Trabalho há um ícone para agendar o horário. Os serviços disponibilizados são referentes à Emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Entrada e Recurso para Seguro Desemprego, Orientação Trabalhista e Homologação de Rescisão Contratual.

A previsão do MTE é de que até o fim do ano esse sistema seja implantado em todas as agências do país.  Atualmente, 11 superintendências utilizam o sistema: Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: