Domingo, 16 de Junho de 2024 Fazer o Login

Licenciamento 2022: documento começa a ser cobrado no próximo mês

qua, 26 de outubro de 2022 08:05

Da Redação

 

A partir de 21 de novembro, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) referente ao ano de 2022 será considerado o documento válido para comprovar a regularidade do veículo em circulação.

De acordo com a determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o documento está disponível na versão digital com acesso através do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) e para impressão no site www.detran.mg.gov.br e portal de serviços do Senatran. Vale destacar que, não há mais a impressão do CRLV em papel moeda e o documento deixou de ser entregue nos domicílios dos proprietários pelos Correios.

O documento poderá ser apresentado no aplicativo Carteira Digital de Trânsito

 

O CRLV poderá ser apresentado impresso em papel comum ou no aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

O porte do documento poderá ser dispensado, caso o agente possa consultar o sistema do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) para verificar se o veículo está licenciado.

Segundo o diretor do Detran-MG, delegado Eurico da Cunha Neto, “durante as abordagens ao condutor, a fiscalização de trânsito observa os documentos de porte obrigatório, que são o CRLV e habilitação, sendo desnecessário apresentar comprovantes de pagamento das taxas e tributos”.

Para os proprietários de veículos que ainda não possuem o CRLV de 2022, basta acessar o site www.detran.mg.gov.br para verificar se existem débitos do IPVA, seguro obrigatório, Taxa de Renovação do Licenciamento Anual do Veículo e eventuais multas.

Ontem, 25, a reportagem da Gazeta entrevistou três proprietários de veículos automotores licenciados em Araguari/MG, para saber se os mesmos estão com os veículos devidamente licenciamento, como prevê o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro.

“Paguei o licenciamento do meu veículo juntamente com o IPVA, no início ano. Acho que é melhor assim, pois faço tudo de uma vez”, disse o programador, Sebastião Luiz Cruvinel.

“Confesso que ainda não paguei. Essa divulgação me ajudou, pois me lembrou de regularizar o documento do meu carro”, esclareceu o repórter, Reginaldo Oliveira.

“O CRLV do meu carro foi pago no início deste ano. Eu optei por imprimir o documento, pois acho mais prático”, declarou a vendedora, Hosana Correa.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: