Sexta-feira, 01 de Dezembro de 2023 Fazer o Login

“Golpe do Pix”: Polícia Militar alerta população sobre tentativas de extorsão no comercio local

qui, 5 de janeiro de 2023 08:07

Da Redação

A entrevista aconteceu no 53º Batalhão de Polícia Militar

O Pix é o pagamento instantâneo brasileiro. O meio de pagamento elaborado pelo Banco Central (BC) em que os recursos são transferidos entre contas em poucos segundos, a qualquer hora ou dia. É prático, rápido e seguro. O Pix pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga.

Ontem, 4, a reportagem da Gazeta esteve no 53º Batalhão de Polícia Militar para saber mais detalhes sobre tentativas de extorsão no comércio da cidade.

De acordo com o sargento Arlindo Júnior, responsável pela Assessoria de Comunicação da Polícia Militar, esse golpe é novo em Araguari. “No dia 3, recebemos algumas ocorrências nesse sentido. Os autores ligam nos estabelecimentos comerciais e fazem ameaças tentando extorquir os proprietários. Falam que estão na porta das lojas e se os donos não fizerem uma transferência bancária por Pix, vão invadir e matar quem estiver no local”, disse.

O sargento Arlindo Júnior ainda informou que é preciso que a população mantenha a calma nesses casos e acione a Polícia Militar antes de fazer o Pix, pois após a realização desse tipo de transferência é difícil recuperar o dinheiro. “Atualmente, com os bancos virtuais, os golpistas criam contas com nomes de ‘laranjas’ e retiram o dinheiro logo após a realização do depósito, não dando chance de o cidadão recuperar a quantia depositada”, esclareceu.

Segundo a Polícia Militar, o comerciante que se sentir muito ameaçado deve fechar a loja e acionar a Polícia Militar, pelo número de telefone 190. “Além disso, é de suma importância não expor detalhes da vida pessoal nas redes sociais, pois muitos golpistas usam esse tipo de informação para extorquir suas vítimas”, salientou o sargento.

Ainda conforme a Polícia Militar, uma jovem foi presa ontem, após aplicar golpes do falso PIX no comércio de alimentos da cidade.

As denúncias foram feitas pela Ascomari, associação que representa o comércio de alimentos, após a jovem aplicar o golpe em restaurantes.

Após sua condução à delegacia, a golpista confessou os crimes e disse que aplicou também em supermercados e farmácias, e por último a jovem relatou aos policiais que está grávida.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: