Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Fenicafé: cerca de 35 mil pessoas passaram pela feira durante os quatro dias

sex, 19 de abril de 2024 08:05

Da Redação

 

Ontem, 18, foi o encerramento da Fenicafé, feira de implementos, máquinas, serviços e tecnologia. O evento foi dividido no Simpósio Brasileiro de Pesquisa em Cafeicultura Irrigada e na Feira de Irrigação em Café do Brasil, sendo, portanto, uma referência para as demais feiras de café do país.

Ressalta-se que, a Fenicafé é promovida pela Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA) em parceria com a C3 Consultoria, a Federação dos Cafeicultores do Cerrado com apoio da Embrapa Café e Prefeitura Municipal de Araguari e tem como finalidade possibilitar a disseminação de conhecimentos de diversas áreas, através da realização de palestras e workshops relacionados à cafeicultura irrigada.

O volume comercializado pode chegar a 400 mil em negócios
Divulgação

 

Em sua 27ª edição, o evento reuniu mais de 90 expositores e cerca de 35 mil pessoas passaram pela feira durante os quatro dias. Foram seis workshops com palestras voltadas para o mercado de café, para a irrigação e também foram apresentadas novas formas para maximizar a produção.

“Aqui, os expositores fazem o primeiro contato com os produtores. É uma maneira de mostrar seus produtos e como eles funcionam diretamente ao consumidor final. Normalmente, a maioria dos negócios é fechado pós-evento”, detalha o presidente da ACA, Claudio Morales Garcia, dizendo que o volume comercializado pode chegar a 400 mil em negócios nestes quatro dias de feira.

A Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA) comemora o sucesso de mais uma edição da Fenicafé. No ano que comemora 40 anos, a associação recebeu visitantes de diversas partes do país e ainda caravana vindas da Costa Rica e Guatemala.

“Acreditamos firmemente que a irrigação desempenha um papel crucial na garantia da qualidade e da produtividade dos nossos cafés e estamos empenhados em continuar impulsionando os padrões de excelência em toda a cadeia produtiva”, adiantou a vice-prefeita Maria Cecília Araújo. “Este é o momento de trocar experiências,

aprender com os melhores e fortalecer parcerias que impulsionarão o nosso setor rumo a um futuro ainda mais promissor”, completou.

Dentre os presentes no evento, estavam: o vice-governador de Minas Gerais, professor Mateus e o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Thales Fernandes, “Essa feira é extremamente importante porque é essencialmente de aplicação tecnológica, onde o investimento ganha mais retorno e qualidade técnica”, destacou. O vice-governador reforçou a importância da cadeia produtiva do grão no estado. “Tenho um orgulho imenso do que o café representa para nós. Somos os maiores produtores de café do mundo, representamos mais de 20% da produção mundial, isso significa que uma em cada quatro xícaras tomadas no mundo, veio do nosso estado. Especialmente aqui, em Araguari, tive a oportunidade de ver a incrível transformação da terra árida do Cerrado em grande produtor cafeeiro. Nós temos grandes desafios, mas também condições de avançar com o trabalho que já foi feito”, enfatizou o vice-governador.

“O café nos orgulha em Minas Gerais. Temos satisfação em dizer que 99% das propriedades cafeeiras no estado são consideradas livres de desmatamento desde 2014. Esse é o resultado de muito trabalho, empenho e luta dos produtores mineiros. O Governo de Minas, por meio da Seapa, está de portas abertas para apoiar, ajudar e incentivar o produtor rural “, disse o secretário de Estado

de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Thales Fernandes.

3 Comentários

Deixe seu comentário: