Sexta-feira, 17 de Maio de 2024 Fazer o Login

Familiares buscam doador de medula óssea para capitão do Corpo de Bombeiros

qui, 6 de fevereiro de 2014 00:41
Familiares realizam campanha para encontrar doador para o capitão do Corpo de Bombeiros. Foto: Divulgação

Familiares realizam campanha para encontrar doador para o capitão do Corpo de Bombeiros. Foto: Divulgação

GABRIELA GOMES – Acontece hoje, 6 de fevereiro, das 6 as 11h, no contingente da Polícia Militar situado na avenida Santos Dumont, 739, Aeroporto, a campanha de doação de medula óssea para salvar a vida do araguarino e ex-comandante do Corpo de Bombeiros do município, Renato Aguiar, que atualmente é capitão em Uberaba.

A ação, que está sendo organizada pela família do mesmo, conta com o apoio de toda a corporação do Corpo de Bombeiros de Araguari. A doença foi descoberta no ano passado e mobilizou todos os parentes e amigos que estão agindo com o lema “Salve a vida de quem salva vidas”.

De acordo com o sargento Lucenildo Batista Alves do 8º Pelotão de Corpo de Bombeiros de Araguari, desde quando a doença foi descoberta, todas as frações do Estado foram motivadas a fazer a doação, possibilitando assim, salvar outras vidas.

Para realizar a doação, a pessoa precisa ter entre 18 e 55 anos e boa saúde. Porém, os doadores precisam preencher um formulário com dados pessoais e, o Hemoninas irá coletar uma amostra de sangue com 5 a 10 ml para testes.

Estes determinam as características genéticas necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente. Em caso de resultado positivo, o doador é então chamado para exames complementares e para realizar a doação. Sendo assim, a medula é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, sob anestesia, e se recompõe em apenas 15 dias.

“Para o doador, este ato será apenas um incômodo passageiro. Para o doente, representa a diferença entre a vida e a morte, mesmo que a chance de encontrar uma medula compatível seja, em média, de uma em cem mil”, finaliza o sargento Lucenildo.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: